Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8378
Título: A prevalência de cárie e determinação do crescimento ponderal e corporal utilizando-se a dieta básica regional modificada - estudo em ratos
Autor(es): LIMA, Ana Paula Alves Figueiredo
Palavras-chave: Dieta Cariogênica;Cárie;Leite
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Paula Alves Figueiredo Lima, Ana; Bosco Lindoso Couto, Geraldo. A prevalência de cárie e determinação do crescimento ponderal e corporal utilizando-se a dieta básica regional modificada - estudo em ratos. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: Os objetivos da presente pesquisa foram determinar a prevalência de cárie em molares e o crescimento ponderal e corporal de ratos (Rattus norvegicus albinus Wistar), utilizando-se a Dieta Básica Regional Modificada incluindo elementos nutricionais da região, acrescida ou não de flúor. Foram utilizados 60 ratos, do sexo masculino, com 23 dias de idade. Estes animais foram divididos aleatoriamente em cinco grupos, os quais receberam, durante 120 dias, os seguintes tratamentos: grupo A, Dieta Controle (Labina) e água destilada; grupo B, Dieta experimental (DBR Modificada) e água destilada; grupo C, DBR Modificada e água fluoretada (1 ppm); grupo D, DBR Modificada, leite de cabra e água fluoretada (1 ppm); e, grupo E, DBR Modificada, leite de vaca e água fluoretada (l ppm). Os resultados mostraram que o grupo C apresentou um menor percentual de cárie quando comparado ao grupo B que não ingeriu água fluoretada, confirmando o efeito cariostático do flúor. E ainda, os grupos D e E apresentaram menores percentuais de cárie quando comparados ao grupo C que não consumiu leite, confirmando-se assim o efeito protetor da caseína. Os animais que consumiram as dietas experimentais obtiveram um crescimento ponderal e corporal menor do que aqueles que consumiram a dieta controle, porém com resultados bastante superiores aos estudos com animais que utilizaram a DBR tradicional e, muito próximos ao da dieta balanceada nutricionalmente (Labina), considerando-se então, a DBR Modificada menos hipoproteica. Mostrando assim, a necessidade de conscientização junto a comunidades carentes para incentivar, na pecuária familiar, a criação de caprinos para consumo do leite e da carne destes animais, a fim de promover uma diminuição do risco de cárie dentária bem como proporcionar uma melhoria nutricional para a população infantil e adulta
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8378
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8479_1.pdf406,99 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.