Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8356
Title: Julgamento moral e argumentação : uma abordagem dialógica aos processos do desenvolvimento da moralidade
Authors: Pinho Souto, Ricardo
Keywords: Desenvolvimento moral; Argumentação; Dialogismo; Educação moral; Ética
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Pinho Souto, Ricardo; Leitão Santos, Selma. Julgamento moral e argumentação : uma abordagem dialógica aos processos do desenvolvimento da moralidade. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: O presente trabalho investigou a constituição do julgamento moral e do desenvolvimento moral em adolescentes submetidos à medida sócio-educativa. Situado no eixo linguagemcognição, o objetivo principal da pesquisa foi relacionar processos de construção social de conhecimentos no terreno moral com a argumentação, entendida como prática social. Considerando a questão moral como problema desde os primeiros momentos da tradição do pensamento filosófico, a atual investigação aborda a temática sob o prisma psicológico. Nesse percurso, questões da ordem do desenvolvimento humano tornam-se centrais. Os problemas desenvolvimentistas acerca da moral foram pioneiramente investigados por Jean Piaget. Foi realizada revisão na teoria do desenvolvimento moral piagetiana. Em Piaget, aspectos teóricos, metodológicos e analíticos mostraram-se relevantes para a presente tese. Piaget pesquisa o desenvolvimento moral utilizando, entre outros recursos, respostas oferecidas por crianças frente a dilemas morais. Piaget: encontra três estágios morais principais: a) anomia moral; b) heteronomia moral; e c) autonomia moral. Na esteira do pensamento de Piaget, desponta o referencial kohlberguiano e neo-kohlberguianol. Essas pesquisas preservam o núcleo conceitual do paradigma cognitivista-desenvolvimentista: a primazia da razão frente à moralidade e a universalidade dos valores. Foi percebido que grande parte das pesquisas no âmbito do julgamento e desenvolvimento moral tem seu foco na análise de produtos. A revisão do paradigma cognitivista assinalou para uma possível exploração dos aspectos processuais envolvidos no discurso e raciocínio moral. Expõe-se e critica-se a perspectiva denominada monologismo . O monologismo busca solução para as questões da linguagem e da cognição pressupondo uma essencialidade para o sujeito e uma objetividade para as categorias constituintes do mesmo. Em contraste, o dialogismo concebe os problemas relacionados à comunicação, ao pensamento e à ação a partir de uma interação fundamental estabelecida entre o sujeito e a alteridade. Nesse paradigma, os fenômenos investigados não podem ser desatrelados do contexto de sua ocorrência. No trânsito do paradigma monológico para o modelo dialógico, despontam as idéias do Círculo bakhtiniano. A obra do soviético e colaboradores embasam a tese, fornecendo uma concepção de ação moral: o ato em sua eventicidade; um modelo de gênese para o psiquismo humano: a consciência enquanto realidade sociossemiótica; e uma visão de linguagem: o discurso como produto verbo-axiológico. Levou-se a campo dilemas hipotéticos com a finalidade de fazer emergir dilemas reais: vivenciados pelos adolescentes. Assumiu-se o pressuposto que os dilemas reais são as principais fontes para o entendimento do julgamento moral e desenvolvimento moral. Nas discussões dos dilemas, o pesquisador fez uso de ações discursivas que visam a instaurar o discurso argumentativo. É explorada a dimensão epistêmica da argumentação. O discurso argumentativo é de natureza dialógica pressupõe o outro e dialética sempre considera movimentos opositivos. Essas características possibilitam uma intensa negociação entre posições que, no discurso, estão em desacordo. Foi feita uma micro-análise com dois objetivos: a) rastrear processos de transformação de conhecimento; b) identificar a alteridade presente ao discurso moral dos participantes. Esses objetivos foram alcançados satisfatoriamente. Na última etapa, discute-se a importância da argumentação como mecanismo desenvolvimentista para os processos do julgamento e desenvolvimento moral. Ao final, ponderam-se os impactos dos resultados para o campo da educação moral
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8356
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Psicologia Cognitiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo891_1.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.