Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/833
Título: A cerâmica tupinambá na serra de Santana RN : O sítio arqueológico aldeia da serra de Macaguá I
Autor(es): NOGUEIRA, Mônica Almeida Aráujo
Palavras-chave: Cerâmica antiga Tupinambá; Sítios arqueologicos; Arqueologia
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Almeida Aráujo Nogueira, Mônica; Gabriela Martin Ávila, Maria. A cerâmica tupinambá na serra de Santana RN : O sítio arqueológico aldeia da serra de Macaguá I. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: As pesquisas arqueológicas na região do Seridó - RN, encontram-se voltadas para o registro de sítios de abrigos relacionados às primeiras ocupações humanas da região. Nestes tipos de sítios os principais vestígios arqueológicos identificados são os registros gráficos e as estruturas funerárias. O material cerâmico apresenta-se em pouca quantidade, dificultando assim, o estabelecimento de um perfil cerâmico para esses tipos de sítios. O registro de sítios lito-cerâmicos à céu aberto relacionados aos grupos ceramistas da Tradição Tupiguarani, oferece uma nova perspectiva para o estudo da ocupação da Área Arqueológica do Seridó. Nesse contexto, foram identificados 14 sítios arqueológicos nos municípios de Florânia, Ten. Laurentino Cruz e São Vicente, todos localizados na Serra de Santana. O sítio Aldeia da Serra de Macaguá I é o único, até o momento, que vêm sendo alvo de pesquisas sistemáticas. Durante as intervenções arqueológicas realizadas no ano de 2009, foram coletados cerca de 10 mil fragmentos de material lítico e cerâmico. Sendo a cerâmica o artefato caracterizador desses tipos de ocupação, este trabalho procurou identificar o perfil cerâmico do sítio Aldeia da Serra de Macaguá I. Através da análise da cerâmica e do padrão de assentamento dos sítios registrados na Serra de Santana buscou-se relacionar a tecnologia cerâmica desse sítio com o sítio Aldeia do Baião localizado no município de Araripina, Pernambuco, bem como com aquela identificada como pertencente à subtradição Tupinambá. A análise do conjunto cerâmico do sítio Aldeia do Macaguá I permitiu estabelecer uma relação de semelhança entre o perfil cerâmico deste sítio com o Baião, bem como ambos apresentam uma semelhança quanto à tecnologia cerâmica e ao padrão de assentamento estabelecido para os grupos relacionados a subtradição Tupinambá
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/833
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Arqueologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo760_1.pdf2,97 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.