Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8316
Title: O desenvolvimento do processo de comunicação dos significados matemáticos em sala de aula
Authors: Vieira Costa, Eveline
Keywords: Relação professor-aluno; Significados matemáticos; Comunicação
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Vieira Costa, Eveline; Rogério de Lemos Meira, Luciano. O desenvolvimento do processo de comunicação dos significados matemáticos em sala de aula. 2005. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: Partindo do princípio de que cada um de nós possui um lugar de onde provêem nossas perspectivas sobre algo, este trabalho analisa as trocas discursivas entre um sistema dinâmico constituído pela relação professor-aluno. Nele consideramos os múltiplos aspectos ou elementos que influem uns sobre os outros ao longo do tempo irreversível nesta relação em particular. Desta forma os elementos não se mantêm constantes, mas mudam à medida que interagem no discurso. A concepção de linguagem que adotamos requer a sua compreensão como ação e não meramente como instrumento de representação da realidade. Desta forma este trabalho concebe o discurso como ato cognitivo, na medida em que analisa a atribuição de sentidos distintos aos significados, no caso, matemáticos, consagrados pela comunidade científica. Assim desfazemos a dicotomia cognição e comunicação na análise empreendida. Tal análise é realizada tendo por base o método micro-analítico, cujo critério adotado é o acordo e desacordo entre os participantes de um diálogo em sala de aula sobre os significados matemáticos. O diálogo gravado em vídeo pôde ser caracterizado em episódios com base em diferentes tarefas, ou em uma maneira diferente de enfocar a mesma tarefa em torno de um aspecto da questão focal. Complementarmente, utilizamos o método macro-analítico a fim procedermos a uma análise freqüencial dos acordos e desacordos e a uma análise conceitual, quando enfim, pudemos caracterizar os tipos de episódios. Por fim, verificamos de que modo um tipo de episódio predomina na auto-organização do sistema se constituindo um atrator. Os episódios puderam ser caracterizados em episódios de explicação, problematização e abreviação: O primeiro apresentou uma predominância de acordos, bem como explicações, sobre pontos relativos à questão focal, onde os significados foram estabelecidos. O segundo se caracterizou como aquele em que há um aumento do número de desacordos em relação aos episódios de explicação, bem como uma polaridade de sentidos distintos em torno de aspectos da questão. O terceiro foi caracterizado como aquele em que há um predomínio absoluto de acordos, bem como uma síntese de pontos divergentes anteriormente estabelecidos e trabalhados, tendo este se constituído em um padrão de comunicação considerado um atrator do sistema
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8316
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Psicologia Cognitiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8891_1.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.