Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8311
Title: Treinamento físico antes e durante a gestação e desnutrição perinatal: respostas adaptativas na prole de ratos
Authors: OLIVEIRA, Filippe Falcão Tebas
Keywords: Ratos; Histologia muscular; Desenvolvimento sensório-motor; Gestação; Atividade Física; Desnutrição
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Falcão Tebas Oliveira, Filippe; Virgínia Góis Leandro, Carol. Treinamento físico antes e durante a gestação e desnutrição perinatal: respostas adaptativas na prole de ratos. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O objetivo desta dissertação foi avaliar os efeitos da desnutrição protéica e/ou do treinamento físico no período perinatal sobre o desenvolvimento do sistema nervoso, indicadores de crescimento somático e bioquímicos, e a histologia das fibras musculares esqueléticas da prole de ratos. Ratas Wistar realizaram treinamento físico moderado (5 dias/semana e 60min/dia, a 65% VO2max) antes e leve (5 dias/semana e 20min/dia, a 40% VO2max) durante a gestação. A manipulação nutricional ocorreu na gestação e lactação, com dieta a base de caseína 17% (controle e treinada) ou caseína 8% (desnutrida e treinada desnutrida). As avaliações de maturação reflexa e características físicas, indicadores murinométricos e bioquímicos e histologia das fibras musculares foram realizadas nos filhotes, os quais foram divididos de acordo com a manipulação materna: controle (CF,), treinado (TF), desnutrido (DF) e treinado desnutrido (TDF). A partir do desmame, os filhotes foram mantidos com dieta padrão. O grupo DF apresentou como resposta adaptativa imediata o atraso na maturação dos reflexos e de características físicas, além de déficit de crescimento somático comparado ao grupo CF. Com relação ao contraste gerado pela resposta adaptativa preditiva e o ambiente nutricional ao longo da vida, o grupo DF exibiu maiores valores de circunferência abdominal, glicemia e colesterolemia e uma histologia muscular direcionada às fibras glicolíticas, comparado ao grupo CF. O treinamento físico durante a gestação per si, pouco modificou os parâmetros avaliados. Todavia, quando associado à desnutrição perinatal, o treinamento físico foi capaz de atenuar e/ou normalizar a maioria dos parâmetros avaliados na prole ao longo da vida. Nossos dados demonstram que o treinamento físico durante a gestação possa ter um papel fundamental nas respostas adaptativas imediatas e preditivas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8311
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3169_1.pdf2.28 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.