Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8295
Título: Entre punição, prevenção e assistência : repertórios e jogos de posicionamento de profissionais sobre homens na rede de atenção à violência contra a mulher em Recife-PE
Autor(es): Renata Pinto de Lemos Cordeiro, Anna
Palavras-chave: Violência contra a mulher; Homens e masculinidades; Gênero; Práticas discursivas
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Renata Pinto de Lemos Cordeiro, Anna; Medrado-Dantas, Benedito. Entre punição, prevenção e assistência : repertórios e jogos de posicionamento de profissionais sobre homens na rede de atenção à violência contra a mulher em Recife-PE. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: A violência doméstica e familiar contra a mulher no Brasil, a partir das reflexões de gênero e da permanente mobilização feminista, vem adquirindo visibilidade pública, passando a ser pauta na agenda das políticas públicas, gerando a institucionalização de uma rede pública de prevenção, assistência e enfrentamento. Em linhas gerais, esta rede tem como objetivo a proteção à vítima e a punição aos agressores. Contudo, algumas reflexões têm emergido no que se refere aos diferentes atores envolvidos nesta dinâmica da violência. Uma das questões recorrentes diz respeito à ausência de intervenções voltadas também para o homem autor da violência, entendendo que para uma atuação integral no contexto da violência doméstica e familiar contra a mulher, faz-se necessária intervenção que possa ir além do binômio vítima-agressor e proteção-punição, remetendo à dimensão relacional do conceito de gênero. O objetivo deste trabalho foi identificar como profissionais que atuam em instituições de prevenção, assistência e enfrentamento à violência contra a mulher na cidade do Recife se posicionam em relação à atenção aos assim considerados agressores , a partir da análise de repertórios sobre violência doméstica e familiar contra a mulher produzidos por eles. Inicialmente, foi realizado mapeamento das instituições que trabalham nesta temática. Após visita às instituições, foram selecionados os profissionais que participaram da pesquisa. Foram identificadas 38 entidades, sendo pelo menos um profissional entrevistado por instituição, somando um total de 55 entrevistas. As análises foram realizadas a partir de trechos das entrevistas que levou à construção de categorias, por meio das quais foram identificados repertórios sobre violência contra a mulher e jogos de posicionamento frente a atenção aos homens autores de violência de gênero, bem como as coerências e contradições frente aos argumentos. Os resultados evidenciam uma polissemia de sentidos sobre violência contra a mulher nas falas de todos os entrevistados, isto é, o consenso aponta para a diversidade. A violência é entendida como um conceito multifacetado e dinâmico que remete à tipologia e determinações distintas. Por outro lado, de modo semelhante ao que tem sido delineado, desde a década de 1980, como política pública para mulheres agredidas, os profissionais entrevistados, especialmente aqueles que atuam em serviços voltados à assistência à mulher, advogam a necessidade também de medidas preventivas (primárias ou secundárias) e especialmente assistenciais voltadas aos homens
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8295
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3608_1.pdf891,83 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.