Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8284
Title: Estado nutricional de crianças e adolescentes admitidos em enfermaria pediátrica de um hospital universitário
Authors: de Sá Silva, Claudileide
Keywords: Adolescente hospitalizado;Criança hospitalizada;Desnutrição;Estado nutricional;Tempo de internação
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Sá Silva, Claudileide; Kruse Grande de Arruda, Ilma. Estado nutricional de crianças e adolescentes admitidos em enfermaria pediátrica de um hospital universitário. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A ocorrência de distúrbios nutricionais tem sido descrita como evento nosológico comumente encontrado em pacientes hospitalizados, elevando significativamente o risco de morbidade e mortalidade. Este estudo teve como objetivo avaliar o estado nutricional de crianças e adolescentes admitidos na enfermaria pediátrica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, no período de janeiro de 2009 a janeiro de 2010, sendo os resultados apresentados na forma de dois artigos de divulgação científica (um artigo de revisão da literatura e um artigo original). O artigo de revisão teve delineamento metodológico do tipo descritivo, de base documental. Para o artigo original, foi utilizado estudo de corte transversal, onde foi acoplado uma variável de análise prospectiva (tempo de hospitalização). O artigo de revisão abordou a epidemiologia da desnutrição hospitalar além da definição, fisiopatologia, diagnóstico e formas de tratamento dos distúrbios nutricionais mais freqüentes nesse subgrupo populacional. O artigo original intitulado: Estado nutricional de crianças e adolescentes admitidos em clínica pediátrica de um hospital universitário brasileiro , foi baseado em um estudo com 740 pacientes acima de 1 mês de vida e menor que 20 anos de idade, com o período de internamento superior a 24 horas. Os dados clínicos, antropométricos e dietéticos foram transcritos das fichas de avaliação nutricional do serviço de nutrição. A avaliação do estado nutricional foi realizada por meio dos índices altura/idade, e IMC para idade em Escore-z, segundo os pontos de corte estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde em 2007. Os resultados evidenciaram que as maiores causas de internamento foram as doenças respiratórias (28,0%), seguidas das do sistema ortopédico (12,0%) e urinário (11,9%). O déficit estatural apresentou-se elevado (20,2%), assim como o excesso de peso (21,7%). De acordo com o IMC/Idade, o baixo peso predominou na faixa etária de 10 a 19 anos (21,0%) enquanto que o excesso foi mais freqüente nas crianças de 0 a 4 anos (28,0%). Não foi verificada associação entre o estado nutricional no momento da admissão e tempo de permanência hospitalar. A prevalência de distúrbios nutricionais foi bastante preocupante nesta população, não exercendo influencia sobre o período de internamento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8284
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3166_1.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.