Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8264
Title: Efeitos do estresse na resposta imunológica e na atenção de controladores de tráfego aéreo: estudo de caso
Authors: Ribeiro Ribas, Valdenilson
Keywords: Controlador de tráfego aéreo; Estresse; Atenção; Resposta imunológica.
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Ribeiro Ribas, Valdenilson; Manhães de Castro, Raul. Efeitos do estresse na resposta imunológica e na atenção de controladores de tráfego aéreo: estudo de caso. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Controlador de tráfego aéreo é a pessoa encarregada de separar o tráfego de aeronaves no espaço aéreo e nos aeroportos de modo seguro, ordenado e, quando possível, rápido. Estes profissionais trabalham emitindo autorizações, instruções e informações necessárias aos pilotos dentro do espaço aéreo de sua jurisdição com o objetivo de evitar colisões entre aeronaves e entre estas e obstáculos nas imediações dos aeroportos. O objetivo deste trabalho foi avaliar estresse, resposta imunológica (RI), qualidade do sono e atenção em 45 profissionais de proteção ao vôo, sendo 30 controladores de tráfego aéreo (CTA), subdivididos em CTA com dez ou mais anos na profissão (CTA&#8805;10, n = 15) e CTA com menos de dez anos na profissão (CTA<10, n = 15) e 15 operadores de serviços de informações aeronáuticas (AIS), subdivididos em AIS com dez anos ou mais na profissão (AIS&#8805;10, n = 8) e AIS com menos de dez anos na profissão (AIS<10, n = 7). Para a avaliação de estresse, utilizou-se o inventário de sintomas de stress de lipp (ISSL) e coletou-se sangue em dois horários, 08h 00 e 14h 00. Foram utilizados os inventários de Ansiedade e de Depressão de Beck; foi utilizada a escala de sonolência de Epworth (avaliação subjetiva de sonolência excessiva) e realizou-se o teste de manutenção de vigília (TMV) (avaliação objetiva de sonolência excessiva) e os testes de atenção digit symbol, d2, span de dígitos em ordem direta e inversa e PASAT. Para os dados do ISSL e ansiedade e depressão, utilizou-se o quiquadrado; na coleta de sangue, para monócitos e óxido nítrico, o teste t-pareado e para os demais dados sangüíneos e de atenção, ANOVA. Todos os dados expressos em percentuais ou médias &#61617; erros padrões, p<0,05. O maior percentual de estresse por grupo avaliado foi para CTA&#8805;10, que apresentaram estresse com predominância em sintomas psicológicos e na fase de resistência. Apresentaram também redução de monócitos nas amostras do sangue coletadas antes-08h00 e depois-14h00 e de óxido nítrico no sangue das 14h 00; redução de hemoglobina, CHCM, plaquetas e leucócitos do sangue coletado às 08h 00; aumento de cortisol; redução na taxa de fagocitose de monócitos, hemoglobina, plaquetas, leucócitos e basófilos do sangue coletado às 14h00. Encontrou-se também ansiedade moderada somente para CTA&#8805;10. CTA&#8805;10 e CTA&#61500;10 apresentaram aumento de sonolência excessiva na escala Epworth, quando comparados aos AIS e apresentaram latência média de sono inferior no TMV, quando comparados aos AIS. Os CV&#8805;10 apresentaram maior foco de atenção, manutenção do foco, capacidade de manipulação mental e resistência à interferência, quando comparados aos AIS&#8805;10, mas quando comparados aos AIS<10 apresentaram somente maior resistência à interferência e quando comparados aos CTA<10, menor foco. A atividade de controle de tráfego aéreo após dez anos pode apresentar estresse crônico com predominância psicológica, na fase de resistência, redução da resposta imunológica, ansiedade moderada, sonolência excessiva e um alto nível de atenção
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8264
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2822_1.pdf4.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.