Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8245
Title: Antropometria e estilo de vida como preditores de alterações lipídicas e risco cardiovascular em universitários
Authors: Rodrigues Martins, Pamela
Keywords: Estudantes; Antropometria; Fatores de Risco; Dislipidemias; Obesidade; Doença Cardiovascular
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues Martins, Pamela; Kruse Grande de Arruda, Ilma. Antropometria e estilo de vida como preditores de alterações lipídicas e risco cardiovascular em universitários. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A doença cardiovascular (DCV) designa uma ampla gama de distúrbios que afetam o coração e os vasos sanguíneos, onde a dislipidemia representa o mais importante fator de risco modificável para seu surgimento. Inúmeros fatores associados às doenças ateroscleróticas influenciam o perfil lipídico, muitos deles condizentes com o estilo de vida dos indivíduos. A dissertação teve como objetivo avaliar a correlação de indicadores antropométricos de obesidade generalizada e abdominal com o perfil lipídico, além de investigar a associação das dislipidemias com fatores antropométricos, história familiar positiva de DCV e estilo de vida de jovens universitários do Recife. Trata-se de um estudo transversal composto por 192 estudantes da área de saúde da Universidade Federal de Pernambuco, de ambos os sexos. Além das amostras de sangue para a análise do perfil lipídico, incluindo colesterol total (CT), lipoproteína de baixa densidade (LDL-c), lipoproteína de alta densidade (HDL-c) e triglicerídeos séricos (TG), foram coletadas informações sobre dados pessoais, história familiar positiva e presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares nos pais e estilo de vida, além das variáveis antropométricas (peso, altura, índice de massa corpora (IMC), circunferência da cintura (CC), razão cintura estatura (RCEst) e índice de conicidade (Índice C). As análises estatísticas foram realizadas através dos programas SPSS 13.0 e Epi-info 6.04. Adotou-se um nível de significância de 5%. Os achados desta pesquisa deram origem a dois artigos originais. Os resultados do primeiro artigo revelaram que 14,5% dos participantes apresentavam excesso de peso e a maioria tinha perfil lipídico desejável. No entanto, aproximandamente 50% das mulheres estavam com os níveis de HDL-c abaixo do valores normais. Quanto às correlações, a RCEst foi o indicador que se correlacionou a um maior número de variáveis lipídicas, sendo estatísticamente significante com o CT (r=0,17 p=0,026), LDL-c (r=0,16 p=0,039) e TG (r=0,21 p=0,007); a CC e o IMC se correlacionaram positivamente com TG (r=0,21 p=0,005; r=0,19 p=0,013, respectivamente) e negativamente com o HDL-c (r=0,19 p=0,015; r=0,25 p=0,001, respectivamente). O Índice C apresentou correlação significativa apenas com o TG. No segundo artigo, as alterações do CT e do TG apresentaram associações com o excesso de peso (p=0,023; p=0,021) e obesidade abdominal, representada pela RCEst e CC, respectivamente (p=0,027; p=0,039). O etilismo se associou com o TG e o excesso de peso do pai com o CT (p=0,041; p=0,017). Apenas o sexo teve associação significativa com o HDL-c (p=0,000). Apesar de não existirem níveis alarmantes de dislipidemia na população estudada, os resultados mostram que o excesso de peso, principalmente a obesidade abdominal parecem representar importante risco para o surgimento de dislipidemias; e que a RCEst foi a medida de localização de gordura central melhor relacionada a tal distúrbio. Logo, ressalta-se a importância da aferição desta medida e de outras que diagnostiquem de maneira precoce a adiposidade, como forma de reduzir possíveis alterações lipídicas de adultos jovens
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8245
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3078_1.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.