Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8239
Title: Comparação entre espessura miocárdica esquerda e direita em hipertensos: base patogênica para a hipertrofia cardíaca. Um estudo necroscópico
Authors: Pessoa SAnt'anna, Mirella
Keywords: Hipertrofia cardíaca; Hipertensão; Hipertrofia ventricular direita; Hipertrofia ventricular esquerda; Necropsia
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Pessoa SAnt'anna, Mirella; José Vieira De Mello, Roberto. Comparação entre espessura miocárdica esquerda e direita em hipertensos: base patogênica para a hipertrofia cardíaca. Um estudo necroscópico. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Introdução: A hipertensão arterial sistêmica (HAS) figura entre as doenças mais prevalentes no nosso meio; as complicações cardiovasculares e sistêmicas a ela associadas possuem impacto social e econômico significativo à sociedade. A doença relaciona-se à hipertrofia ventricular esquerda (HVE) e alguns estudos, em especial avaliações ecocardiográficas, têm revelado correlação também à hipertrofia ventricular direita (HVD). Objetivos: Medir a espessura das paredes ventriculares direita e esquerda e determinar a existência de HVE e sua associação à HVD, em pacientes submetidos a necropsias clínicas. Métodos: Noventa casos foram selecionados do Serviço de Verificação de Óbitos de Recife- Pernambuco. Foram avaliados homens e mulheres com história de HAS essencial, em relação à espessura das paredes cardíacas, além da correlação com outros achados de necropsia e informes clínicos. Resultados: Observou-se associação significativa (p< 0,001) entre a presença de HVE e HVD e entre cardiopatia hipertrófica hipertensiva grave e presença de HVD; houve predomínio das HVD e HVE em homens, nas faixas etárias dos 60-69 e dos 70-79 anos, naqueles de etnia parda e negra e com estado nutricional adequado, com sobrepeso ou obesos. Conclusões: Nossa avaliação mostra que a presença de HVD relaciona-se à HVE, sugerindo haver fatores patogênicos semelhantes no desenvolvimento da hipertrofia bilateral; a HVD parece associar-se à doença cardíaca mais grave, podendo, a partir de outros estudos, ser considerada novo fator prognóstico na avaliação dos pacientes hipertensos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8239
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2816_1.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.