Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8235
Título: Avaliação da micromorfologia da interface adesiva composta por diferentes tipos de sistemas
Autor(es): COSTA, Daene Patrícia Tenório Salvador da
Palavras-chave: Adesivos dentinários; Ataque ácido dentário; Dentina; Microscopia eletrônica de varredura
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Patrícia Tenório Salvador da Costa, Daene; Carneiro de Souza Beatrice, Lúcia. Avaliação da micromorfologia da interface adesiva composta por diferentes tipos de sistemas. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Este estudo objetivou verificar a relação entre diferentes composições de sistemas adesivos convencionais ou autocondicionantes e a qualidade da interface adesiva alcançada. Foram obtidos 50 discos dentários a partir de terceiros molares humanos extraídos, os quais foram divididos em 10 grupos. A técnica de condicionamento total foi usada em 6 grupos, seguida dos adesivos One Coat Bond SL (Coltène Whaledent), AdperTM Single Bond 2 (3M/ESPE), Master Bond (Biodinâmica), XP Bond (Dentsply), Stae (SDI) e Prime & Bond® NT (Dentsply). Nos demais grupos foram utilizados 4 adesivos autocondicionantes: AdperTM PromptTM (3M/ESPE), AdheSE (Ivoclar Vivadent), Go! (SDI) e Clearfil SE Bond (Kuraray Medical). Cada adesivo recebeu dois incrementos de 1 mm de resina composta e, após 24h em água destilada, os discos foram seccionados para análise em MEV. Os adesivos autocondicionantes apresentaram menores valores de tamanho dos tags quando comparados aos adesivos convencionais, em especial na presença de partículas de carga; formaram camadas híbridas mais espessas com os que possuíam acidez forte ou acetona na sua composição; e ainda, foi encontrado menor número e comprimento de tags no adesivo autocondicionante à base de água e maior pH. Em relação aos adesivos convencionais não houve influência da adição de partículas de carga na qualidade da interface adesiva, nem do tipo de solvente, exceto quando utilizado o butanol terciário, que propiciou a menor formação de número e comprimento de tags
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8235
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4058_1.pdf7,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.