Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8229
Title: A influência dos parâmetros de hipercelularidade, mitose e necrose em paliçada na vasculatura dos glioblastomas
Authors: Paula de Souza e Pinto, Ana
Keywords: Glioblastoma;Angiogênese;Hipercelularidade;Mitose;Necrose em paliçada
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Paula de Souza e Pinto, Ana; Teles de Pontes Filho, Nicodemos. A influência dos parâmetros de hipercelularidade, mitose e necrose em paliçada na vasculatura dos glioblastomas. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O Glioblastoma multiforme é uma neoplasia astrocitária maligna e infiltrativa que se torna mais freqüente com a idade e tem uma incidência de 12% a 15% dentre as neoplasias intracranianas com uma sobrevida pós-operatória de 12 meses. Angiogênese é um dos principais pré-requisitos para o crescimento tumoral e para metástase. Em glioblastomas, a presença de vascularização atípica estabelece de forma marcante a malignidade de suas células que secretam fatores próangiogênicos alterando totalmente a estrutura do vaso, tornando-o similar a um glomérulo renal. O estudo dos indicadores de anaplasia (mitose, celularidade e necrose em paliçada) em região circunvizinha a angiogênese típica e atípica, em glioblastomas, esclarecerá a importância da estrutura vascular normal ou alterada para o desenvolvimento deste tipo de tumor. O presente estudo teve por objetivo avaliar a influência dos parâmetros histopatológicos de hipercelularidade, mitose e necrose em paliçada na vasculatura dos glioblastomas. Foram utilizados blocos de parafina com fragmentos teciduais cujos diagnósticos histopatológicos foram de glioblastomas. Foram preparadas lâminas e, após análise histológica, selecionados os casos que apresentaram vasculatura atípica. Em cada caso foram analisados os parâmetros de malignidade: hipercelularidade, mitose e presença de necrose em paliçada em áreas vasculares típicas para comparação com áreas vasculares atípicas. Após essa análise, a morfometria gerou as médias da contagem do número de células tumorais e número de mitoses que foram comparadas intra-grupo e esses achados foram correlacionados com a presença ou ausência de necrose em paliçada. O número de mitoses e células em regiões circunvizinhas a vasos atípicos foi estatisticamente superior, estando fortemente relacionados entre si. Constatou-se, que regiões onde há o aumento do número de células e mitoses predispõem a formação de vascularização atípica. A necrose em paliçada não teve correlação com o aumento do número de mitoses em áreas vasculares típicas ou atípicas, mas sua presença foi significativa quanto ao número de células, sendo encontrada uma maior celularidade nos casos em que estava presente esse tipo de necrose. Há interferência dos parâmetros histopatológicos relacionados a hipercelularidade e número de mitoses na áreas vasculares atípicas dos glioblastomas em relação às áreas vasculares típicas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8229
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2810_1.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.