Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8211
Title: Influência do tempo de estocagem da variação do pH sobre a sorção de água de diferentes resinas compostas
Authors: Mário de Araújo Silva Gusmão, George
Keywords: Resinas compostas; Sorção; Absorção; Saliva artificial; Ciclagem pH.
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Mário de Araújo Silva Gusmão, George; Heliomar Vicente da Silva, Claudio. Influência do tempo de estocagem da variação do pH sobre a sorção de água de diferentes resinas compostas. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência do tempo de estocagem e da ciclagem de pH sobre a sorção de água de diferentes resinas compostas. Materiais e métodos: Nove marcas de resina foram selecionadas e divididas em grupos: G1-ROK(SDI); G2-ICE(SDI); G3-GLACIER (SDI); G4-Z350 (3M/ESPE); G5-Z250(3M/ESPE); G6-TPH3 (DENTSPLY); G7-ESTHET X(DENTSPLY); G8-SUPRAFILL (SSWHITE) e G9-MASTERFILL (BIODINÂMICA). Foram connfeccionados 90 corpos de prova em matriz de alumínio com 10mm de diâmetro por 2mm de largura, sendo 10 para cada fabricante. Os corpos de prova foram distribuídos em subgrupos A controle (n=05) estocados em saliva artificial pH=7.0 e B teste (n=05) submetidos a ciclagem de pH (desafio cariogênico) pH0 = 4.3 por 06 horas / pH1 = 7.0 por 18 horas durante 07 dias consecutivos e estocados em saliva artificial pH-7.0 até o final do experimento. Os corpos de prova foram pesados em 06 tempos: T0 (após a confecção), T1(24h), T2(7 dias), T3(15 dias), T4(30 dias), T5(60 dias) e analisados. A sorção de água foi determinada pela diferença de peso entro os corpos de prova nos intervalos de tempo. Resultados: no grupo G4 as médias do ganho de peso foram exatamente iguais entre os dois subgrupos. As médias mais elevadas no subgrupo controle foram as dos grupos: G1, G5, G7, G8 e G9. No subgrupo de ciclagem de pH, as médias mais elevadas foram para G2, G3 e G6, entretanto diferenças significantes entre os subgrupos em relação à média do ganho de peso só foram registradas para G1, G5 e G7. Conclusão: A sorção de água das resinas compostas está condicionada ao tempo de estocagem. A ciclagem de pH gerou impacto significante sobre os grupos G1, G5, e G7. A sorção e solubilidade das resinas compostas estão condicionadas a sua composição química
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8211
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4055_1.pdf927.89 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.