Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8178
Título: Letramento, conhecimento sobre textos e educação infantil
Autor(es): BARROS, Maria Tarciana de Almeida
Palavras-chave: Letramento; Conhecimento sobre textos; Educação Infantil
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Tarciana de Almeida Barros, Maria; Galvao Spinllo, Alina. Letramento, conhecimento sobre textos e educação infantil. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Uma questão relevante para pesquisadores tem consistido no desenvolvimento da habilidade de leitura e escrita para além do aprendizado de um sistema de representação, ou seja, a capacitação do usuário da língua para se engajar nas práticas sociais em que a linguagem escrita está envolvida. Surge assim, um novo conceito chamado letramento. Estudos sobre o tema buscam investigar os impactos sociais da escrita em nossa sociedade, Nesse cenário, existe uma instância do sistema educacional que merece maior atenção nos últimos anos: a Educação Infantil. Assim, os objetivos do presente estudo consistem em investigar o letramento através de um enfoque psicológico, baseando-se no conhecimento de crianças sobre textos e investigar o papel da Educação Infantil no conhecimento sobre textos e no Letramento. Buscou-se a elaboração de um instrumento capaz de avaliar o letramento em crianças, identificando as influências provenientes da alfabetização e/ou da Educação Infantil, explorando seu conhecimento sobre diversos textos circundantes na sociedade. Tal escolha se justificou pelo fato do texto consistir na unidade mínima de sentido lingüístico. Nessa direção, o conhecimento de crianças sobre textos foi tomado como indicador de Letramento de natureza psicológica. Participaram da pesquisa 96 crianças de baixa renda, de 7 a 8 anos de idade, alunas de 1ª. Série de escolas públicas na cidade de Recife, igualmente divididas em quatro grupos: (1) 24 crianças que freqüentaram três anos de educação infantil, (2) 24 que freqüentaram dois anos de educação infantil, (3) 24 que freqüentaram um ano de educação infantil e (4) 24 que nunca freqüentaram a Educação Infantil e ingressaram no ensino formal pela primeira vez. Assim, foram abordados os seguintes aspectos, em três tarefas: (1) o conhecimento sobre portadores de texto, (2) o conhecimento sobre gêneros textuais e (3) as relações estabelecidas entre gênero textual e seus portadores. As repostas das crianças foram categorizadas em níveis hierárquicos. Após isso, na análise dos dados, os grupos foram comparados, em cada tarefa, com o objetivo de examinar se havia diferenças entre eles com respeito aos níveis de respostas, e as tarefas foram comparadas, em cada grupo, buscando identificar qual tarefa era mais fácil ou mais difícil para cada grupo. As diferenças significativas entre grupos foram encontradas em todas as tarefas. Porém, os grupos com menos tempo de Educação Infantil, Grupos 3 e 4, tenderam, surpreendentemente, a emitir respostas mais sofisticadas do que os Grupos 1 e 2. Concluímos que tais diferenças se devem a outros fatores que não o tempo de Educação Infantil, principalmente relativos à melhoria da Educação Infantil nos últimos anos. A Educação Infantil pareceu, portanto, não contribuir para o conhecimento sobre textos. Na comparação entre tarefas, notou-se que, independentemente do tempo de escolaridade das crianças, a Tarefa 3 se configurou como a mais difícil, a Tarefa 1 como a mais fácil e a Tarefa 2 parece ter uma dificuldade intermediária. Tais dados apontam que as crianças têm maior domínio quando levadas a identificar portadores de texto, do que quando levadas a identificar gêneros textuais, e dominam menos ainda a relação existente entre gêneros textuais e portadores de texto. Isso sugere um percurso de desenvolvimento que se inicia no conhecimento sobre portadores de texto, passa pelo conhecimento sobre gêneros textuais e culmina no conhecimento sobre a relação entre ambos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8178
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3868_1.pdf489,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.