Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8130
Title: Efeito do treinamento físico moderado nos tipos de fibras musculares de animais submetidos à desnutrição no período perinatal
Authors: da Silva Ribeiro, Wellington
Keywords: Programação fetal; Miogênese; Fibras musculares; Exercício físico; Ratos
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Silva Ribeiro, Wellington; Teles de Pontes Filho, Nicodemos. Efeito do treinamento físico moderado nos tipos de fibras musculares de animais submetidos à desnutrição no período perinatal. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Patologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Insultos ocorridos em um período crítico no início da vida, como na gestação e/ou lactação, atuam como fator de impressão e podem repercutir em alterações fisiológicas na idade adulta, estabelecendo o futuro estado metabólico e hormonal da progênie, sendo este efeito denominado programação . A desnutrição materna parece reduzir a proliferação de mioblastos e a formação de fibras musculares do feto em desenvolvimento. Este estudo teve como objetivo verificar o efeito do treinamento físico moderado na morfologia de fibras dos músculos sóleo e extensor longo dos dedos (EDL) de animais submetidos à desnutrição por dieta baixa em proteína durante a gestação e lactação. Ratos machos Wistar (60 dias de idade) provindos de mães desnutridas durante a gestação e lactação (8% de caseína, n=5) ou controle (17% caseína, n=5), foram divididos em 4 grupos: controle (Cf, n=6), desnutrido (Df, n=6), controle treinado (CTf, n=6) e desnutrido treinado (DTf, n=6). O programa de treino consistiu em 8 semanas, 5 dias/semana, 60 min/dia a 70% do VO2max. O peso corporal e a taxa de crescimento foram avaliados diariamente durante o experimento. Após o período de treinamento, os músculos sóleo e EDL foram retirados para análise histológica dos tipos de fibras pelo técnica de ATPase. Os animais Df apresentaram uma diminuição de 60% na taxa de crescimento até os 60 dias de idade. A partir dos 60 dias, o grupo Df apresentou um aumento no ganho de peso corporal. No músculo EDL, o grupo CTf apresentou um aumento do percentual de fibras do Tipo IIa (CTf = 68,8 ± 0,7; Cf = 59,5 ± 1,1; p<0,05) e uma diminuição no percentual de fibras do Tipo IIb (CTf = 32,2 ± 0,6; Cf = 36,7 ± 1,1; p<0,05). Este mesmo resultado ocorreu para o grupo DTf quando comparado ao seu controle Df. No músculo sóleo, o grupo Df apresentou uma diminuição no percentual de fibras do tipo I (Df = 77,8 ± 0,5; Cf = 83,1 ± 0,5; p<0,05) e um aumento no percentual de fibras do tipo IIa (Df = 19,0 ± 0,4; Cf = 12,9 ± 0,4; p<0,05). Os animais do grupo DTf apresentaram um aumento no percentual de fibras do tipo I (80,3 ± 0,7) e uma diminuição no percentual de fibras do tipo IIa (17,2 ± 0,7) quando comparados ao grupo Df. Em conclusão, a desnutrição hipoprotéica durante a gestação e lactação tem efeito programador na proporção dos tipos de fibras musculares nos animais adultos. O treinamento físico moderado pode atuar como estímulo ambiental para as mudanças fenotípicas em fibras de músculos mantendo a proporção de fibras oxidativas e afetando minimamente a proporção de fibras glicolíticas mesmo em animais programados pela desnutrição
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8130
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Patologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2785_1.pdf6.68 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.