Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8097
Title: Os sentidos de apropriação da cidade por jovens grafiteiros/as
Authors: Helena Ramos da Silva, Lúcia
Keywords: Apropriação; Cidade; Juventudes; Grafite
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Helena Ramos da Silva, Lúcia; de Araújo Menezes-Santos, Jaileila. Os sentidos de apropriação da cidade por jovens grafiteiros/as. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Esta pesquisa surgiu de inquietações sobre as relações dos grafiteiros e grafiteiras com a cidade, e objetiva estudar os significados da apropriação da cidade por jovens grafiteiros. Os atores sociais são jovens grafiteiros da cidade de Recife, de ambos os sexos, que têm entre 19 e 29 anos. O ponto de partida foram reflexões surgidas em experiências anteriores com os grafiteiros, decorrentes das atividades profissionais da pesquisadora. Atualmente, percebe-se o aumento do interesse por parte dos órgãos públicos, da mídia, e da sociedade em geral pela temática do grafite, mas os estudos problematizam a naturalização de conceitos negativos por parte desses órgãos, ao se referirem à juventude. Elegeram-se as considerações teóricas sobre uso do termo juventudes , no plural, para que assim sejam consideradas as diferentes possibilidades de ser jovem, além de se evidenciar aspectos positivos sobre a juventude. O tema apropriação recebe destaque, como forma de entender os sentidos das relações dos grafiteiros com a cidade, uma vez que o tema se apresentava sempre nas falas dos entrevistados. Realizaram-se duas entrevistas com cada um dos seis grafiteiros e grafiteiras, observações, conversas informais, além de três encontros para videogravação de criações desses jovens. O procedimento utilizado para a interpretação das falas e das imagens é a análise das narrativas e análise visual. O aporte epistemológico é a Psicologia Cultural de Jerome Bruner e as referências teóricas são Castro, Groppo, Sposito, Santos e Lefébvre. Esta investigação favorece a compreensão das relações afetivas dos citadinos com seu lugar de moradia. Ainda, considera-se que, ao se ampliar o olhar para a cidade, podemos nos perceber nela, e também apreender, além dos espaços físicos, os sentidos presentes nas diferentes formas de diferentes grupos existirem na sociedade. Na busca pelos sentidos de apropriação da cidade, os resultados se apresentam de forma a perceber que há uma relação de afetividade dos jovens entrevistados com a cidade, que são os espaços urbanos locais de sociabilidade juvenil e que as práticas dos grafiteiros(as), pela criação e ações coletivas, atendem a necessidades de pertencimento à cidade e transformação social
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8097
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1489_1.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.