Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8079
Título: Autoconsciência situacional, imagens mentais, religiosidade e estados incomuns da consciência : um estudo sociocognitivo
Autor(es): Medeiros do Nascimento, Alexsandro
Palavras-chave: Autoconsciência; Mediação cognitiva; Imagens mentais; Religiosidade; Estados da consciência.
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Medeiros do Nascimento, Alexsandro; Roazzi, Antonio. Autoconsciência situacional, imagens mentais, religiosidade e estados incomuns da consciência : um estudo sociocognitivo. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Presencia-se neste início de século um renascimento dos estudos da consciência, da autoconsciência e de processos de alta ordem relacionados ao self humano. No que se refere especificamente à autoconsciência, aqui definida como consciência de alta ordem ou capacidade do self de prestar atenção a si mesmo (Duval & Wicklund, 1972), tem crescido a percepção do profundo desconhecimento vigente quanto aos mecanismos cognitivos que mediam autoconsciência em seres humanos, apesar de alguns mecanismos de mediação estarem na atualidade sendo propostos como candidatos a este papel como a autofala e imagens mentais (Morin & Everett, 1990; Morin, 2004; 2005). A partir de um enfoque sociocognitivo, representacional e fenomenal (Morin, 2004; Paivio, 2007; Shanon, 2004; L Écuyer, 1975) investigou-se os processos cognitivos mediadores de autoconsciência, propiciando o teste empírico da hipótese da mediação por Imagens Mentais, na relação com a religiosidade e os estados da consciência em universitários recifenses. No cumprimento deste objetivo principal, o Estudo 1 de perspectiva correlacional procedeu à avaliação psicométrica de 04 instrumentos através da Análise dos Componentes Principais, com dados coletados numa amostra de 958 estudantes universitários, com idade média de 24,5 e idades variando de 17 a 55 anos, os quais responderam às 04 medidas relatadas, a saber, a Escala de Autoconsciência Situacional (EAS), a Escala de Autoconsciência Disposicional (EAD), a Escala de Religiosidade Global (ERG) e o Teste de Habilidades de Visualização de Imagens Mentais (THV), com suas duas séries independentes a Série Self (THV-S) e a Série Não-Self (THV-NS). As análises revelaram terem as medidas excelentes qualidades psicométricas, estando aptas ao uso em pesquisa cognitiva e aplicações diagnósticas psicossociais. Ainda neste estudo, testou-se a hipótese da mediação cognitiva de Autoconsciência por Imagens Mentais através do teste de Correlação de Pearson aplicado às diferentes medidas, tendo-se encontrado evidências corroboradoras do uso das Imagens Mentais com fins de autofocalização, como também de uma relação estreita entre os fatores dos dois tipos de autoconsciência investigados na tese autoconsciência enquanto estado e enquanto traço, e de níveis mais altos de autoconsciência nos grupos de universitários religiosos, especialmente católicos e protestantes. O Estudo 2 objetivou descrever a estrutura da mediação cognitiva de autoconsciência por Imagens Mentais e Autofala na relação com as consciências de Vigília e em estados incomuns da Consciência, através de uma Tarefa de Autoconsciência e de Entrevista cognitivo-fenomenológica de exploração dos estados autoconscientes. Participaram do estudo 34 estudantes universitários, cujas entrevistas de cerca de 1.5 horas em média de duração resultaram num corpus qualitativo que foi submetido à Análise de Conteúdo para explicitação das mediações cognitivas e à análises multidimensionais não-métricas de tipo SSA (Análise de Estrutura de Similaridade, ver Roazzi, 1995) e à Técnica das variáveis externas enquanto pontos (Cohen & Amar, 1999), as quais permitiram a descrição rigorosa das dimensões mediativas subjacentes aos estados autoconscientes e de sua complexa fenomenologia associada. Em síntese, os estudos corroboraram a hipótese da mediação de autoconsciência por Imagens Mentais, e evidenciaram o papel das mesmas e da religiosidade na conformação dos estados autoconscientes em diferentes plataformas de organização do sistema cognitivo da consciência
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8079
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3885_1.pdf3,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.