Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8073
Title: Normalização da eletromiografia de superfície dos músculos supra-hióideos na deglutição
Authors: Rodrigues Belo, Luciana
Keywords: Deglutição; Fisiologia; Alimentação; Eletromiografia
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues Belo, Luciana; Gomes Lins, Otávio. Normalização da eletromiografia de superfície dos músculos supra-hióideos na deglutição. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: ntrodução: A Eletromiografia de Superfície (EMGs) é uma ferramenta que vem sendo bastante utilizada para auxiliar a reabilitação fonoaudiológica e para o estudo da deglutição. Objetivo: Obter valores de referência para a amplitude e duração da atividade eletromiográfica dos músculos supra-hióideos durante a deglutição de diferentes volumes e consistências em uma amostra de sujeitos normais. Método: O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo Seres Humanos pelo Ofício. Nª 375/08. Participaram desse estudo 165 sujeitos, separados pelo sexo e por faixa etária. Para o estudo foram utilizados os seguintes instrumentos: Ficha de registro de dados e o exame de Eletromiografia de Superfície dos músculos supra-hióideos (MSH) durante a deglutição de 10 ml e 20 ml, no consumo contínuo de 100 ml (cc 100ml) de água e durante a deglutição 5 ml e 10 ml de iogurte consistente Resultados: A amplitude foi mais elevada na deglutição dos volumes maiores, tanto na água como no iogurte (p=0,009 e p=0,0002). A amplitude, no iogurte, foi mais elevada que na deglutição de água (p= 0,00001) e apenas nos grupos separados por faixas etárias a duração foi mais longa no iogurte (p=0000001). Não foram encontradas diferenças significativas na duração da atividade eletromiográfica entre os sexos. Em todas as provas realizadas, exceto para o CC de 100ml foi encontrado diferenças significativas com efeito principal nas faixas etárias (água: p=0,0061; pastoso: p=0,011; água vs pastoso: p=0,0001). Após a realização do teste Newman-Keuls para comparações post-hoc foi observado que os idosos com idade igual ou superior a 80 anos apresentaram duração da atividade eletromiográfica mais prolongada que os demais grupos de faixas etárias. Na prova do CC de 100 ml, não foi encontrado diferenças significativas no número de deglutições e duração média das deglutições entre mulheres e homens, entretanto as mulheres apresentaram duração total do CC de 100 ml significativamente mais prolongada (p=0,0061). Estranhamente, não foram encontradas diferenças significativas no número de deglutições, duração média das deglutições e na duração total quando comparadas as faixas etárias, mas sim uma tendência na análise das médias obtidas, ao prolongamento da duração total do CC 100 ml com o avanço da idade. A partir dessas informações foram estabelecidos valores de referência para auxiliar a avaliação da deglutição. Conclusão: Os valores de referência propostos nesta dissertação podem, futuramente, auxiliar as avaliações clínicas; monitoramento das sessões de reabilitação e gerenciamento fonoaudiológico, porém para identificar a aplicabilidade destes valores é necessário que novos estudos sejam realizados, utilizando o mesmo protocolo, em sujeitos com disfagia orofaríngea de grau leve
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8073
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1345_1.pdf3.76 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.