Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8071
Título: O efeito de vizinhança ortográfica no português brasileiro : uma comparação de múltiplas tarefas
Autor(es): Ricardo dos Reis Justi, Francis
Palavras-chave: Vizinhança ortográfica;Reconhecimento visual de palavras;Acesso lexical;Meta-análise;Análise de corpus.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Ricardo dos Reis Justi, Francis; Roazzi, Antonio. O efeito de vizinhança ortográfica no português brasileiro : uma comparação de múltiplas tarefas. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: O presente estudo investigou o efeito de vizinhança ortográfica no reconhecimento visual de palavras em adultos falantes do português do Brasil. Uma análise de corpus indicou que N (neighborhood density) e NF (neighborhood frequency) apresentam uma correlação ínfima com TLN (transposed letter neighbors), sendo que, ao mesmo tempo, afetam uma proporção muito maior de palavras do português brasileiro. Desse modo, uma das primeiras conclusões desse trabalho foi a de que, pelo menos no caso do português brasileiro, N e NF são medidas mais relevantes de vizinhança ortográfica do que TLN. Além da análise de corpus, foram desenvolvidos quatro experimentos para investigar os efeitos de N e NF. Efeitos inibidores de NF foram observados nos experimentos que utilizaram ou uma tarefa de identificação perceptual ou uma tarefa de leitura em voz alta do tipo Go/NoGo (na qual as pseudopalavras tinham muitos vizinhos ortográficos). Já efeitos facilitadores de N foram observados nos experimentos que utilizaram ou uma tarefa de identificação perceptual ou uma tarefa de leitura em voz alta (onde as palavras e pseudopalavras deviam ser lidas em uma mesma sessão). No experimento que utilizou uma tarefa de categorização semântica os efeitos de N e NF foram nulos. Os resultados desse estudo foram então combinados com os resultados de outros estudos realizados com falantes do português brasileiro e uma meta-análise foi realizada. A meta-análise indicou que o tipo de tarefa empregada nos estudos é um moderador dos efeitos de N e NF. Sendo que, de uma forma geral, em tarefas onde o processo de identificação lexical foi enfatizado o efeito de NF foi inibidor e o de N nulo e, em tarefas onde algum tipo de processamento estratégico predominou, o efeito de NF foi nulo e o de N foi facilitador. Os resultados desse estudo corroboram a hipótese de que os efeitos de N e NF podem ser modulados pela demanda das tarefas utilizadas para se investigar o acesso lexical e, além disso, colocam em dificuldades modelos de reconhecimento visual de palavras que não têm mecanismos específicos que os permitam predizer quais tarefas enfatizam processos estratégicos e quais enfatizam o processo de identificação lexical
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8071
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3860_1.pdf1,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.