Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8045
Título: Resinas compostas avaliadas in vitro em relação à rugosidade superficial e à infiltração marginal
Autor(es): CAVALCANTI, Raquel Braz
Palavras-chave: Rugosidade superficial; Infiltração dentária; Resina composta.
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Braz Cavalcanti, Raquel; Carneiro de Souza Beatrice, Lúcia. Resinas compostas avaliadas in vitro em relação à rugosidade superficial e à infiltração marginal. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Avaliaram-se a rugosidade superficial e a microinfiltração em restaurações classe V realizadas com as resinas: Filtek Z350 (3M ESPE) e TPH®3 (Dentsply). Utilizaram-se vinte pré-molares superiores humanos extraídos, obtendo-se quatro grupos. Grupo 1: restaurações vestibulares com Filtek Z350; grupo 2: restaurações palatinas com TPH®3 grupo 3: restaurações vestibulares com Filtek Z350 e grupo 4: restaurações palatinas com TPH®3; para os grupos 1 e 2 as restaurações foram finalizadas com tira de poliéster, e as restaurações dos grupos 3 e 4 foram submetidas à seqüência acabamento e polimento estabelecida. A rugosidade superficial das restaurações foi avaliada com o rugosímetro Mitutoyo modelo Surftest SJ400. Obteve-se a média da rugosidade em cada grupo e não houve diferença significativa, estatisticamente (média, desvio padrão e teste estatístico), para ambas as resinas. Posteriormente, os elementos foram analisados quanto à microinfiltração. Atribuíram-se escores de acordo com o grau de penetração do corante em grau 0, 1 2 e 3. A maioria das avaliações (69,2%) foram atribuídas ao grau 0, seguido de 27,5% para o grau 1. O percentual de avaliações atribuído para o grau 0 foi mais elevado nos grupos 2 (86,7%) e 1 (83,3%) e o menor percentual (43,3%) registrado no grupo 3. Quando se utilizou a tira de poliéster, as duas resinas obtiveram um menor índice de infiltração. Quando realizada a seqüência de acabamento e polimento adotada, a resina Filtek Z350 apresentou, em média, maior rugosidade e maior percentual de infiltração em comparação a TPH®3. Significância Clínica: As resinas compostas avaliadas in vitro, em relação à rugosidade superficial, não demonstraram diferenças estatísticas significativas quando finalizadas com tira de poliéster ou quando submetidas à sequência de acabamento e polimento adotadas. Quanto à infiltração marginal, a maioria apresentou ausência, independente do tipo de resina e técnica de acabamento /polimento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8045
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Odontologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3981_1.pdf1,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.