Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7989
Título: Rui, cê tá me ouvindo?: Uma análise da construção do sentido na interação em um sitcom
Autor(es): MAIOR, Maria Amélia Cunha de Souto
Palavras-chave: Sitcom; Interação; Interdiscursividade; Jogo de linguagem; Ironia; Preservação da face
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Amélia Cunha de Souto Maior, Maria; Carlos dos Santos Xavier, Antonio. Rui, cê tá me ouvindo? : uma análise da construção do sentido na interação em um sitcom. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: Este trabalho propõe uma análise da construção do sentido durante um programa de TV. Muitos estudos já se debruçaram sobre a problemática da interação.O ineditismo do nosso estudo se dá por analisarmos o sentido que se constitui em uma interação pré-produzida ou idealizada no sitcom, classificado como gênero discursivo televisivo. O corpus analisado foi a comédia de situação Os Normais, exibida pela Rede Globo de televisão, entre 2001-2003, que se tornou um modelo-padrão para outras produções do gênero. A perspectiva da Análise do Discurso, que nós utilizamos, enfoca o aspecto sócio-pragmático do discurso, particularmente, no tocante às estratégias argumentativas, utilizadas na preservação e manutenção do jogo de linguagem entre os interactantes. Nosso referencial teórico fundamenta-se na ótica sócio-interacionista e dialógica de Mikhail Bakhtin ([1979]2000) e ([1929]2000), na análise do discurso sóciopragmática de Dominique Maingueneau (2002/2005), e nas observações teóricas de Ingedore Koch ([1993] 2003) e ([1997]2002), relativas à perspectiva interacional da conversação face a face para a construção de sentido de textos orais e escritos. Objetivamos neste trabalho refletir sobre quais são os mecanismos lingüístico-discursivos, considerando suas condições de produção, em que o sitcom se baseou para constituir o efeito de sentido do humor privilegiado pelos telespectadores. Outros fatores, também, foram considerados em nossa análise como formato de programa televisivo diferenciado, interpretação e autonomia dos atores que contribuíram para uma interação híbrida nas fronteiras do escrito com o oral pelas quais flutua o gênero televisivo que investigamos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7989
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Linguística

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8435_1.pdf3,58 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.