Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7727
Título: Gestão do conhecimento e seus impactos culturais no SERPRO : a percepção de gerentes e empregados da Regional Recife
Autor(es): de Lourdes Fatima Peregrino Maia ALves, Maria
Palavras-chave: Cultura e mudança organizacional; Gestão do conhecimento; SERPRO
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Lourdes Fatima Peregrino Maia ALves, Maria; Rodrigues Oliveira, Rezilda. Gestão do conhecimento e seus impactos culturais no SERPRO : a percepção de gerentes e empregados da Regional Recife. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Pública p/ o Desenvolvimento do Nordeste, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: Este é um estudo qualitativo da gestão do conhecimento e dos impactos culturais observados a partir da sua implantação em 2000, particularmente de como eles são percebidos por gerentes e empregados da Regional Recife, no Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO), a maior empresa pública na prestação de serviços de tecnologia da informação e comunicação no Brasil. O estudo tem caráter descritivo, reunindo análise documental, de entrevistas semiestruturadas e de questionário. Os resultados apontam ser necessário dar mais visibilidade e comunicação ao processo de gestão do conhecimento, sugerindo-se aumentar a participação e a integração funcional. Em relação ao sistema gerencial e administrativo, após a introdução da gestão do conhecimento no SERPRO, a análise mostra que não foi percebida mudança na atuação nos diferentes níveis de comando, nem notada existência de ações motivadoras, incentivadoras ao compartilhamento do conhecimento. Verificou-se que a estrutura, as políticas, as práticas e as ferramentas da gestão do conhecimento não correspondem bem às necessidades desse processo, principalmente com relação aos sistemas mais regularmente utilizados, carecendo atualização, fácil acesso e usabilidade. Observou-se que, apesar de existir uma boa visão dos benefícios que a gestão do conhecimento traz a qualquer organização, na Regional Recife é preciso divulgar de forma mais enfática quais são os indicadores utilizados, bem como mostrar a relevância do comitê que recebeu a incumbência de promovê-la na empresa. Foi evidenciado, também, que por não se perceber grande aderência às comunidades de conhecimento, os fóruns e chats são assinalados como eficazes ao compartilhamento de conhecimento. Por fim, o trabalho salienta a importância que tem o estudo da cultura organizacional e a necessidade de preparação dos gerentes e dos empregados em relação ao processo de gestão do conhecimento em uma empresa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7727
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7841_1.pdf2,7 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.