Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7722
Título: Corpoeticidade: Poeta Miró e sua literatura performática
Autor(es): Telles do Rosário, André
Palavras-chave: Literatura alternativa; Poesia contemporânea; Performance poética
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Telles do Rosário, André; Márcio Tenório Vieira, Anco. Corpoeticidade: Poeta Miró e sua literatura performática. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: A fim de compreender a interação entre corpo e poesia na obra do poeta performático contemporâneo Miró (João Flávio Cordeiro Silva), este trabalho compila momentos de corporalidade na recepção dessa arte ao longo da História, desde o Trovadorismo, passando pelas experiências com o corpo como suporte para a poesia, no século XX, até chegar às poéticas atuais de expressão corporal, como o slam e os recitais. A partir daí é traçado o contexto contemporâneo desta poética, abordando a situação histórica que propiciou sua conformação no Brasil (a poesia jovem alternativa da década de 70) até apresentar a obra de Miró dentro desta perspectiva, desde os primeiros versos até suas mais recentes criações. Depois do panorama histórico, esta dissertação passa então à demonstração da Corpoeticidade da literatura de Miró, ou seja, a relevância do corpo e da cidade para a efetivação desta poética, em suas três dialéticas: a forma da poesia no corpo, a habitação deste corpo na cidade e a presença da cidade na sua poesia
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7722
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Teoria da Literatura

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7404_1.pdf1,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.