Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7701
Title: A sintaxe por subordinação no português do Brasil: uma análise funcional das cláusulas de complementação verbal
Authors: Cordeiro da Silva, Emanuel
Keywords: Sintaxe; Subordinação; Cláusulascomplemento; Iconicidade
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cordeiro da Silva, Emanuel; Virginia Telles de Araújo Pereira Lima, Stella. A sintaxe por subordinação no português do Brasil: uma análise funcional das cláusulas de complementação verbal. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Na sintaxe da complementação verbal, o sistema de muitas línguas do mundo autoriza que estruturas sentenciais ocupem a posição reservada sintaticamente ao objeto. A esse tipo de preenchimento sintático, subjazem correlações entre os domínios da sintaxe, da semântica, da pragmática e da cognição. Haja vista o português pertencer ao rol das línguas cujos verbos tomam cláusulascomplemento, o presente trabalho objetiva realizar uma análise funcional dos processos de encaixamento sintáticosemântico em construções complexas por subordinação do português falado e escrito no Brasil. Para tanto, são tomados como corpus da investigação dados de fala e de escrita coletados na cidade do Natal/RN. O material integra um corpus maior do grupo de pesquisa D&G (Discurso & Gramática), que coletou dados de fala e de escrita nas cidades do Rio de Janeiro, do Natal, do Rio Grande e de Juiz de Fora. Os textos da cidade do Natal, que são aqui postos sob estudo, correspondem a 120 produções de um total de 12 informantes igualmente distribuídos por três níveis de escolaridade: fundamental II, médio e superior. Como foram adotados cinco tipos textuais (narrativa de experiência pessoal, narrativa recontada, descrição de local, relato de procedimento e relato de opinião), cada informante produziu 10 textos, sendo 5 na modalidade falada e 5 na modalidade escrita. No que tange à fundamentação das análises, são adotadas as bases teóricas da Linguística Funcional norteamericana, dentre as quais destacamos a teoria da prototipicidade , o princípio da iconicidade e a perspectiva escalar da combinação de cláusulas. Por fim, as ocorrências do fenômeno são submetidas a um tratamento estatístico em vista a confrontar os dados de fala e os de escrita. A principal necessidade do confronto é a confirmação ou a negação da bastante difundida visão de que o âmbito da escrita é mais propício à ocorrência do fenômeno da subordinação do que o da fala
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7701
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo466_1.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.