Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7673
Title: Cartas marcadas: multimodalidade discursiva e transitividade em baralhos de tarô
Authors: Rosa Júnior, Carlos Alberto Ribeiro Santa
Keywords: Tarô;Linguística Sistêmico-Funcional;Gramática do Design Visual;Transitividade;Multimodalidade Discursiva
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Alberto Ribeiro Santa Rosa Júnior, Carlos; Paiva Dionisio, Angela. Cartas marcadas: multimodalidade discursiva e transitividade em baralhos de tarô. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: O objetivo central deste trabalho é analisar o modo como os sentidos dos arcanos são construídos a partir da investigação da multimodalidade discursiva e da transitividade nos textos verbais e visuais presentes nas cartas de tarô. Dessa forma, examinamos, em primeiro lugar, como a manipulação de recursos imagéticos permite salientar certos aspectos dos significados dos arcanos descritos nos manuais tarológicos. E, em segundo lugar, observamos de que maneira os produtores de tarôs didáticos materializam, nos textos verbais impressos nas próprias lâminas, os tipos de processo construídos pelo sistema de transitividade por meio do qual representamos nossas experiências internas e externas. Para alcançar os propósitos traçados, articulamos os princípios de dois aportes teórico-metodológicos que se complementam: a Gramática do Design Visual (Kress e van Leeuwen, 1996) e a Linguística Sistêmico-Funcional (Halliday e Matthiessen, 2004). Da Gramática do Design Visual, lançamos mão das noções de função representacional, interativa e composicional tendo por fim avaliar como as diferentes representações pictóricas dos arcanos produzem sentido e chamam atenção para aspectos diversificados do seu significado oracular, verbalizados em três manuais de interpretação: Banzhaf (2001), Kaplan (1997) e Naiff (2001). No que diz respeito à análise do material verbal à luz dos preceitos teóricos da Linguística Sistêmico- Funcional (LSF), questionamos como a utilização dos diferentes tipos de processos possibilita a construção de significados e a fundamentação de uma ação social. Para tanto, concentramos nossos esforços na observação da transitividade categoria gramatical ligada à metafunção ideacional da LSF no que se refere às orações constantes no Tarô Rápido & Fácil (1999). Dentre os resultados da análise, é possível destacar que: a) os produtores dos baralhos operam com recursos imagéticos e verbais com o intuito de não só atualizar a iconografia clássica dos trunfos, mas também de tornar seus significados mais acessíveis e próximos dos leitores; b) os três tipos de processo observados nos tarôs evidenciam os sentidos mais frequentes associados a uma consulta tarológica: a indicação de que se deve fazer algo ou de que alguma coisa vai acontecer (processo material); a descrição de como o consulente se sente ou de como ele percebe determinada situação (processo mental); e a caracterização do consulente, especificando suas qualificações e atributos (processo relacional)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7673
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo454_1.pdf6.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.