Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7588
Title: Biodiesel e agricultura familiar no agreste pernambucano
Authors: Ferreira Lima Falcão Meneses, Kátia
Keywords: Biodiesel; Agricultura familiar; Mamona; Políticas públicas; Inclusão social
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Ferreira Lima Falcão Meneses, Kátia; Saldanha Sobreira de Moura, Alexandrina. Biodiesel e agricultura familiar no agreste pernambucano. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Pública p/ o Desenvolvimento do Nordeste, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O Governo Federal instituiu o Programa Nacional de Biodiesel (PNPB) em 2005, com o objetivo de implementar a produção do biodiesel com enfoque na inclusão social e no desenvolvimento regional, via geração de emprego e renda. O PNPB apresenta um modelo de gestão pública, que busca incorporar os agricultores familiares de regiões menos favorecidas, como as regiões Norte e Nordeste do Brasil à cadeia produtiva do biodiesel. Existem, no entanto, necessidades de mudanças, uma vez que, a sua meta em relação à inclusão social dos agricultores familiares não esteja sendo alcançada. No sentido de proporcionar uma visão geral do PNPB, a pesquisa foi desenvolvida identificando as principais variáveis e o seu grau de importância para a tomada de decisão no cultivo de mamona no agreste pernambucano. Uns dos objetivos deste trabalho consiste em analisar a organização do APLBIODIESEL no agreste pernambucano com base na agricultura familiar, nos municípios de Pesqueira e Alagoinha, como uma alternativa relevante para a inclusão social. O APL (Arranjo Produtivo Local) foi escolhido para ser analisado pela natureza da atividade para a produção da mamona, na busca de melhoria de qualidade de vida dos agricultores. Para tanto foi realizada com 39 agricultores familiares, residentes nos municípios de Pesqueira e Alagoinha, escolhidos aleatoriamente. As entrevistas foram direcionadas a técnicos, pesquisadores, especialistas, gestores e profissionais e agricultores familiares, todos envolvidos no processo de organização do APLBIODIESEL na região. Os resultados demonstram que é preciso diminuir a dependência do Programa em relação ao óleo da soja e pesquisar outras oleaginosas. A respeito da inclusão social, constata-se que não está acontecendo como previsto pelo PNPB, pois nem todos os agricultores possuem acesso à assistência técnica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7588
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Gestão Pública para o Desenvolvimento do Nordeste

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5679_1.pdf3.21 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.