Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7571
Title: Astúcias do desejo : práticas e trânsitos de prostitutas na cidade de Itabuna BA (1930 a 1960)
Authors: Dos Anjos Nunes Oliveira, Carolina
Keywords: Itabuna BA; Discursos; Prostitutas
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Dos Anjos Nunes Oliveira, Carolina; Cristina Martins Guillen, Isabel. Astúcias do desejo : práticas e trânsitos de prostitutas na cidade de Itabuna BA (1930 a 1960). 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A dissertação estuda os conflitos sociais provocados pela presença e as sexualidades das prostitutas na cidade de Itabuna, sul da Bahia, fazendo uma análise dos discursos que apontaram a visibilidade dessas mulheres e confluíram para a negativação de suas práticas. Em meados da década de 1930 as informações-denúncia sobre o comércio sexual, começaram a ser veiculadas com constância nos periódicos de Itabuna tais como: A Época, Diário de Itabuna, Jornal Oficial do Município de Itabuna, O Intransigente, O Fanal e Voz de Itabuna. A imprensa local mostrou-se preocupada com a sexualidade das prostitutas. Esquadrinhou o território urbano, incumbindo-se de denunciar em suas páginas os comportamentos que, na visão que representavam, desviaram do padrão hegemônico pretendido para as mulheres dessa sociedade. Atrelado a isto os discursos provenientes do judiciário e da medicina construíram o comércio sexual da cidade como problema social e de saúde pública. Por sua vez, os documentos oficiais do poder público continham prescrições normatizadoras que buscaram regulamentar os costumes dos itabunenses e os usos desta cidade. Esta teia discursiva atribuiu diversos males à presença das prostitutas, sobretudo nos territórios centrais de Itabuna, os quais seriam supostamente sanados mediante a saída dessas mulheres desses espaços. Na década de 1940 houve uma intensificação da tentativa de controle das atividades das prostitutas, expressa dentre outras formas pela Campanha moralizadora do centro da cidade desencadeada em 1943. Ao conduzirem suas vidas de uma maneira peculiar, essas mulheres se destacaram no tecido social por suas práticas sexuais entendidas como fora da norma . A partir da década de 1960, as aparições das mulheres que mercavam sexo nos periódicos locais e documentos começaram a rarear, ao passo em que essas mulheres se estabeleceram nos bairros periféricos da cidade.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7571
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6574_1.pdf3.82 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.