Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7542
Title: Andanças que cortam os caminhos da razão: as vivências insanas e a atuação da reforma psiquiátrica em Campina Grande PB
Authors: Saionara Leandro Brito, Fátima
Keywords: Loucura;Reforma Psiquiátrica;Hospital João Ribeiro;Silêncio.
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Saionara Leandro Brito, Fátima; Torres Montenegro, Antonio. Andanças que cortam os caminhos da razão: as vivências insanas e a atuação da reforma psiquiátrica em Campina Grande PB. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Os movimentos da reforma psiquiátrica começaram a ganhar força a partir da década de 1980 no Brasil, produzindo inúmeras rasuras na história da psiquiatria. Assim, o hospício e a psiquiatria, tidos como detentores da loucura, começaram a ser contestados por outras áreas do saber tais como a psicologia e a psicanálise. Vários embates foram se instaurando em torno dos sujeitos nomeados de loucos, até que em 2001 foi promulgada a lei 10.216 da reforma psiquiátrica, que legitima as ações dos reformadores em saúde mental. Diante disso, o presente trabalho narra uma história da reforma psiquiátrica instaurada em Campina Grande e sua atuação no Hospital João Ribeiro. Trata-se do processo de intervenção ocorrido nessa instituição no ano de 2005, o qual culminou no seu descredenciamento e desativação por parte do Ministério da Saúde. A proposta é analisar e discutir os enunciados da reforma psiquiátrica que retiraram do silêncio as práticas assistenciais presentes dentro daquela casa hospitalar e estimularam a produção da memória desta instituição por meio da mídia, dos profissionais da área da saúde mental e dos familiares. Para a construção dessa história, elegi fontes como alguns textos de memorialistas que abordam o tema da loucura, as atas da Câmara dos Vereadores, onde algumas discussões foram travadas acerca desse processo, os jornais locais, a legislação brasileira que versa sobre a assistência psiquiátrica, a historiografia local e os relatos orais de memória de alguns atores históricos. Além dessas fontes, estão em constante diálogo com este trabalho, a produção nacional e internacional sobre a reforma psiquiátrica. Por meio da análise destas fontes viso mostrar a singularidade desse processo e, sobretudo, as suas ligações com outros acontecimentos históricos sobre a temática em questão
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7542
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5707_1.pdf2.94 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.