Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7449
Title: Aplicação dos critérios diagnósticos do lúpus eritematoso sistêmico em pacientes com hanseníase multibacilar
Authors: TEIXEIRA JUNIOR, Gilson José Allain
Keywords: Lupus eritematoso sistêmico; Hanseníase; Critérios diagnósticos
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: José Allain Teixeira Junior, Gilson; Magalhães da Silveira, Vera. Aplicação dos critérios diagnósticos do lúpus eritematoso sistêmico em pacientes com hanseníase multibacilar. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Introdução: O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença inflamatória crônica que acomete múltiplos órgãos ou sistemas. O LES não apresenta manifestação clínica patognomônica ou teste laboratorial sensível e específico o suficiente para gerar um diagnóstico definitivo. Para o diagnóstico, são utilizados mundialmente os critérios propostos pelo Colégio Americano de Reumatologia (ACR), realizados em 1982 e modificados em 1997. A presença de quatro ou mais destes critérios tem sensibilidade e especificidade de 96%. Porém os critérios diagnósticos para o LES podem ter especificidade mais baixa em regiões endêmicas para doenças infecciosas crônicas, como o Brasil, endêmico para Hanseníase, doença que pode apresentar manifestações clínico-laboratoriais semelhantes àquela doença. Objetivos: estabelecer a prevalência de cada um dos critérios diagnósticos do LES propostos pelo Colégio Americano de Reumatologia em 1997, entre pacientes com diagnóstico recente de hanseníase multibacilar, assim como calcular sua especificidade e o número de falso-positivos dos critérios nesses doentes. Pacientes e Métodos: Foi realizado um estudo de prevalência, onde foram aplicados os critérios diagnósticos de LES propostos pelo ACR, nos pacientes com diagnóstico recente de hanseníase multibacilar, além de calculada a especificidade e o número de falso-positivos dos critérios nesse grupo de doentes. A população estudada foi composta por pacientes com diagnóstico recente (até 6 meses) de Hanseníase multibacilar, baseado com o índice baciloscópico maior que zero, que deram entrada no ambulatório de hanseníase da Clínica Dermatológica da UFPE durante o período da coleta de dados. Resultados e Conclusões: Foram incluídos 100 pacientes com diagnóstico de hanseníase multibacilar. As prevalências de alguns dos critérios de LES foram elevadas. Os critérios com maior prevalência foram o eritema malar (44%), a artrite(23%), a fotossensibilidade(29%), a linfopenia(19%) e a presença dos anticorpos antifosfolípides, incluídos no critério imunológico(20%). A especificidade encontrada (84%) foi menor do que a atribuída aos critérios em 1997 pelo ACR. Doenças presentes em nosso meio, como a Hanseníase nas formas multibacilares, mimetizam o quadro clínico-laboratorial do LES, o que deve deixar o profissional de saúde atento à realidade das doenças infecciosas locais antes de afirmar com certeza que um paciente apresenta LES
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7449
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8106_1.pdf531.43 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.