Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7429
Title: Na construção da identidade do sujeito mulher a piada é coisa séria
Authors: Rosa Oliveira do Vale, Alfredina
Keywords: Discurso humorístico; Identidade; Estereótipo; Preconceito; Mulher
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rosa Oliveira do Vale, Alfredina; Virgínia Leal, Maria. Na construção da identidade do sujeito mulher a piada é coisa séria. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Esta tese Na construção da identidade do sujeito mulher a piada é coisa séria tem como objetivo geral investigar como ocorre a construção/reprodução da identidade da mulher, realizada nas ações linguístico-discursivas produzidas no gênero piada. Para realizar tal intento, buscamos como aparato teórico a Análise do Discurso francesa proposta nos estudos e pesquisas de Dominique Maingueneau (1997, 2002, 2005 e 2008). A este suporte teórico somamos as abordagens propostas pelo estudioso Sírio Possenti (2000, 2001, 2004a, 2004b, 2009). Em se tratando de uma proposta interdisciplinar, buscamos outras fontes do conhecimento na filosofia, psicologia, antropologia, sociologia e história com o objetivo de verificar, no discurso humorístico brasileiro, as possíveis causas sócio-histórico-ideológicas que possibilitam as construções/reproduções dos estereótipos hiperbolizados da mulher (loira burra) imbecil e lasciva, como igualmente da esposa infiel. Partimos do pressuposto de que o discurso humorístico, neste contexto, não só confirmaria a milenar interação de conflito entre os gêneros sociais (homem vs. mulher), como indicaria, em algumas ocasiões, uma inversão dos papéis desses atores sociais, dando a conhecer algumas mudanças latentes reveladoras de uma identidade emergente do sujeito mulher. Identificar, descrever e analisar os fenômenos da ambiguidade e da ironia como processos linguístico-discursivos, passíveis de serem observados no gênero piada, foi a última etapa realizada neste trabalho. O nosso corpus de referência formado pelo gênero discursivo piada foi coletado em sites brasileiros de humor. A piada é divulgadora de temas polêmicos, estereótipos e do discurso tabu, remetendo para questão do preconceito. Esta foi a razão que nos motivou a definir este gênero como o espaço de materialização do discurso humorístico entrecruzando-se com o discurso sexista. Os resultados da pesquisa mostram que não basta observar as identidades de gêneros em oposição (homem vs. mulher); é possível afirmar a primazia de uma identidade sobre a outra.: a identidade homem sobre a identidade da mulher. Também ficou evidente a primazia da identidade da mulher sobre a identidade do homem. Mesmo que esta revelação, através do discurso humorístico, seja sutil. Ainda que as identidades de gêneros pareçam continuar as mesmas, confirmamos que elas não são fixas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7429
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo447_1.pdf6.55 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.