Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7402
Title: A Construção do Masculino em Discursos Midiáticos : as identidades no espaço discursivo das revistas masculinas
Authors: de Jesus de Oliveira Dias, Terezinha
Keywords: Discurso; identidade; masculino; relações de gênero; mídia
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Jesus de Oliveira Dias, Terezinha; Virgínia Leal, Maria. A Construção do Masculino em Discursos Midiáticos : as identidades no espaço discursivo das revistas masculinas. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O presente estudo analisa a construção das identidades masculinas pela mídia impressa, especificamente pelas revistas masculinas, em virtude de ser um espaço discursivo que se pressupõe ser especificamente masculino. A problemática que nos levou a essa pesquisa é que os estudos sobre as representações de gênero na mídia apresentam preocupações com relação à reprodução e manutenção de estereótipos que possam contribuir para justificar e reforçar as desigualdades de gênero. Por se tratar de um estudo das identidades masculinas, nossa pesquisa bebeu em fontes da Antropologia Cultural, da Psicologia Social e teorias sociointeracionistas para situar esse sujeito social, do gênero masculino, construído culturalmente, e suas relações com o gênero oposto. No aspecto discursivo, nosso objetivo é descrever e analisar as estratégias linguísticodiscursivas para a construção dessas identidades. Para tal, utilizamos os pressupostos teóricos da Análise do Discurso Francesa, enfocando categorias como: cenografia e ethos, contexto e imagem, deslizamento de sentidos e silenciamento. Para a análise da construção do ethos foram observados aspectos linguísticos como: os avaliativos,as metáforas, a seleção vocabular, as gírias, os jáditos , utilizados reiteradamente pela mídia a fim de construir e interpelar o sujeito social, alvo da mensagem. Levandose em consideração que todo enunciado é um elo na cadeia da comunicação verbal, e que este se direciona a um Outro de forma vertical, (histórica,constitutiva) ou de forma horizontal, isto é, a um outro que pode ser um par ou um pólo antagônico, utilizamos também pressupostos teóricos do Dialogismo baktiniano. Como metodologia, optamos pela observação de alguns gêneros discursivos que circulam nessas revistas, tais como: aconselhamento ou dicas, entrevistas, editoriais, títulos de reportagens e publicidades, observando as manifestações das identidades masculinas em cada instância de enunciação. As revistas escolhidas foram: Playboy, Men sHealth e VIP , representativas de segmentos distintos da comunidade masculina, revelando, dessa forma, através do tratamento particular que cada uma dá aos textos veiculados, um ethos proposto pela revista. Foram selecionados 52 textos para estudo da representação que a mídia faz do masculino, observando se, nessa representação, ela espelha, refrata ou estereotipa a identidade do sujeito masculino. Com essa visão, seguimos os seguintes passos: i) observamos intradiscursivamente o processo de construção dessas identidades, apoiados no conceito de ethos; ii) estabelecemos as relações entre os avaliativos utilizados nos produtos divulgados através das publicidades e as representações do imaginário masculino neles contidas; iii) analisamos a construção das identidades como um movimento de reconhecimento em direção ao outro; iv) estabelecemos as relações entre as imagens e seus contextos verbais. Nossas conclusões apontam para um sujeito masculino multifacetado, moldandose às condições de produção do discurso e ao propósito comunicativo da mensagem
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7402
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4040_1.pdf4.51 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.