Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7391
Título: Subtipos e polimorfismo da região Pol do HIV-1, em pacientes imunizados com uma vacina terapêutica de células dendríticas
Autor(es): Oliveira de Melo Ferreira, Valéria
Palavras-chave: HIV (Vírus); Região Pol - Subtipos; Polimorfismo
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Oliveira de Melo Ferreira, Valéria; Cláudio Arraes de Alencar, Luiz. Subtipos e polimorfismo da região Pol do HIV-1, em pacientes imunizados com uma vacina terapêutica de células dendríticas. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: Neste trabalho investigamos a associação de subtipos do HIV-1 com evolução clínica dos pacientes submetidos à vacina com células dendríticas (CD). O vírus autólogo inativado foi usado para pulsar as células dendríticas, as quais foram utilizadas posteriormente como vacina. Os isolados virais dos pacientes foram seqüenciados e suas seqüências foram usadas para análise filogenética. Para análise clínica os níveis de células TCD4 +e TCD8+ foram monitorados por um ano assim como a quantificação da carga viral (CV). Dos 19 pacientes, 13/19 apresentaram subtipo B, 5/19 subtipo F e 1/19 subtipo D. Dos pacientes com subtipo F 4/5 mostraram queda média de 1,5 Log na CV enquanto apenas 4/13 com subtipo B apresentaram queda média de 1,16 Log. Os pacientes que controlaram a carga viral também tiveram uma forte resposta celular considerando os parâmetros imunológicos. Aos 112 dias de imunização 14/19 pacientes apresentaram aumento significativo de linfócitos TCD4+ e diminuição de 0,5 Log de carga viral (CV) inicial. Destes 8/19 sustentaram a resposta virológica (CV≥1.0Log) no período de 360 dias de imunização Devido à pequena população não foi possível associar a resposta virológica com os subtipos, embora tenha sido observada uma tendência dos pacientes subtipo F serem capazes de mostrar um melhor controle viral ápos imunização. .Dos pacientes do subtipo F, apenas um não foi capaz de controlar a carga viral durante um ano. Todavia, outros fatores além do subtipo viral parecem desenvolver importante papel na sustentação das respostas imunológica e virológica, tais como a imunidade inata, polimorfismo viral, ativação de linfócitos T reguladores entre outros mecanismos ainda não conhecidos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7391
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8082_1.pdf652,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.