Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7383
Title: O sexo devoto : normatização e resistência feminina no Império Português -XVI-XVIII
Authors: Creusa Cordeiro de Almeida, Suely
Keywords: Mulher;Recolhimento;Normatização;Resistência
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Creusa Cordeiro de Almeida, Suely; Cortez Silva, Sílvia. O sexo devoto : normatização e resistência feminina no Império Português -XVI-XVIII. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: O fio condutor que subjaz a esta tese é a demonstração de que as mudanças na ordem social, no que respeita às mulheres luso pernambucanas, são perceptíveis nas ações e práticas destas mesmas mulheres no século XVIII e não apenas no século XIX, como é comum se ver expresso na historiografia mais clássica sobre o tema. Para alcançar tal objetivo, buscamos analisar os requerimentos feitos por mulheres e dirigidos ao Conselho Ultramarino e que se relacionavam às necessidades e estratégias de sobrevivência das famílias desamparadas pelos representantes masculinos. Além do que apresentamos instituições chamadas de recolhimento com espaços onde se forma uma nova mulher, através de uma educação direcionada para a formação do cidadão. É uma mulher apresentada como a primeira educadora, portanto responsável pelos destinos da sociedade dos tempos iluminados. Nossa argumentação baseou-se nas teorias da História Cultural, seguindo uma metodologia interpretativa das fontes que foram selecionadas. As novas necessidades vivenciadas na sociedade pernambucana do Setecentos apontam para a formação de uma nova mulher, que vai lentamente ampliando seu espaço de ação, conquistando, assim, um novo lugar. É um movimento que se realiza na lentidão das décadas e que só pode ser percebido na longa duração. Esse processo desenvolvido no longo tempo foi apoiado numa perspectiva de perceberem-se as trocas culturais realizadas entre metrópole e colônia, configurando-se numa verdadeira circularidade à medida que ambas as partes influenciam e são influenciadas. A documentação examinada e analisada permitiu-nos acompanhar, no tempo longo, as mudanças ocorridas, atrelando práticas femininas às instituições sociais que se destinavam às mulheres coloniais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7383
Appears in Collections:Teses de Doutorado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo7727_1.pdf1.72 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.