Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7372
Título: O Partido dos Trabalhadores e a política na Paraíba : construção e trajetória do Partido no Estado(1980-2000)
Autor(es): Giovani Antonino Nunes, Paulo
Palavras-chave: Partido dos Trabalhadores;Partidos Políticos;História Política
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Giovani Antonino Nunes, Paulo; do Socorro Ferraz Barbosa, Maria. O Partido dos Trabalhadores e a política na Paraíba : construção e trajetória do Partido no Estado(1980-2000). 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Este trabalho aborda a construção e a trajetória do Partido dos Trabalhadores (PT) no Estado da Paraíba. O PT foi criado por algumas forças sociais que atuavam nos anos 70, na luta pela redemocratização do País: sindicalistas, organizações de base da Igreja Católica, organizações da esquerda clandestina, parlamentares ligados à esquerda do MDB, e, finalmente, por intelectuais de esquerda, ligados ou não às organizações clandestinas. Esta caracterização da composição social do Partido, descrita em vários trabalhos acadêmicos, tem como base o Estado de São Paulo. O PT do Estado da Paraíba é formado basicamente por duas dessas categorias sociais, presentes no Estado de São Paulo: os organismos de base da Igreja Católica e as organizações da esquerda clandestina. Isso porque o movimento sindical da Paraíba era muito frágil e atrelado ao Estado, entre outras coisas, pela condição econômica pouco industrializada do mesmo. Assim, do setor ligado ao sindicalismo, apenas segmentos do funcionalismo público e algumas lideranças ligadas às oposições sindicais, que estavam se organizando com o apoio da Pastoral Operária, participaram da criação do Partido. Este trabalho procura analisar como um Partido, com as características do PT, que pretende representar a classe trabalhadora e defender mudanças no status quo, vai se construir em um Estado com as características da Paraíba, economicamente atrasado, marcado por uma cultura política oligárquica e autoritária, onde predominam práticas assistencialistas e clientelistas para o controle do eleitorado; além de uma classe trabalhadora e uma sociedade civil frágeis. Observa-se também as mudanças ocorridas no Partido, principalmente, após sua participação na institucionalidade; e em decorrência de mudanças mais abrangentes na política mundial; como também, de situações especificas no Brasil e na Paraíba. Busca-se demonstrar que o PT, no Estado da Paraíba, apresenta especificidades em relação à região Sudeste, especificamente seu berço São Paulo , o que traz algumas conseqüências para sua forma de atuação política, densidade eleitoral, composição de base social, etc
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7372
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - História

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7725_1.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.