Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7360
Título: Fatores que influenciam a resposta ao tratamento anti-retroviral em pacientes com AIDS
Autor(es): Cecília Chiquillo Cuéllar, Morena
Palavras-chave: AIDS;Anti-retroviral;Tratamento
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cecília Chiquillo Cuéllar, Morena; Ramos Lacerda de Melo, Heloísa. Fatores que influenciam a resposta ao tratamento anti-retroviral em pacientes com AIDS. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Tendo em vista que são poucos os trabalhos na literatura que falam sobre os fatores que levam a falha terapêutica, em pacientes submetidos ao tratamento anti-retroviral, e em particular no estado de Pernambuco, fomos motivados a realizar o presente estudo no qual o objetivo foi descrever o resultado ao tratamento anti-retroviral de pacientes com AIDS. O desenho do estudo foi descritivo do tipo serie de casos, a população de estudo foram indivíduos maiores de 13 anos de idade, com diagnóstico de AIDS (baseado na definição Brasileira de Casos de AIDS em adultos do Ministério de Saúde), atendidos no ambulatório de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. No período de fevereiro 2002 a agosto de 2003 . Sessenta e nove pacientes foram incluídos e acompanhados, dos quais, sete foram excluídos por falta de dados de CD4+ e Carga viral. Na primeira avaliação, os pacientes foram classificados segundo os critérios de Caracas e CDC modificado, preenchidos questionários, a carga viral quantificada pelo método NASBA e os CD4+ foram realizados por citometria de fluxo. Esses exames foram colhidos ao início, 4, 8 e 12 meses de terapia .Entre os pacientes estudados a maioria era do sexo masculino 41 (59,4%), com idade media entre 30 e 39 anos 28(40,6%). Vente e sete pacientes (39,1%) tinha de 4 A 7 anos de estudo, 62% dos pacientes eram heterossexuais, o tempo de acompanhamento médio foi de 12 meses, e 82,6% eram portadores de AIDS de acordo com os critérios de CDC. Observou-se uma marcada redução da Carga viral a partir do 4 mês de terapia a < 400 cópias/ml e ao final dos 12 meses de tratamento anti-retroviral a maioria tinha CD4+>200 células/mm3 Dos 69 pacientes acompanhados 48 (69,6%) apresentavam boa resposta ao tratamento e 14 (20,4% foi o percentual de falha terapêutica. A terapia mais utilizada (72,5%) foi:2 ITRN+1 ITRNN e os três esquemas mais utilizados foram; Zidovudina +Lamivudina + Efavirenz; Estavudina+ Lamivudina + Efavirenz ; Zidovudina +Lamivudina +Nelfinavir . Não houve associação entre o esquema utilizado, as condições socioeconômicas e demográficas; a adesão, mudança de regime e a categoria de exposição com falha terapêutica. HAART foi efetivo no 69,6%. As condições sócio-econômicas, demográficas e clínicas, imunológicas, virológicas e esquemas terapêuticos utilizados não se mostraram associadas a falha terapêutica, neste corto período
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7360
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8071_1.pdf838,85 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.