Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7304
Title: A morte do sertão antigo no Seridó: O desmoronamento das fazendas agropecuaristas em Caicó e Florânia. (1970-90)
Authors: ARAUJO, Douglas
Keywords: Agropecuária e Tradicionalismo; Cultura Popular; Sociedade Patriarcal; Folclore, Usos e Costumes; Seridó História; Rio Grande do Norte História
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Araujo, Douglas; do Socorro Ferraz Barbosa, Maria. A morte do sertão antigo no Seridó: O desmoronamento das fazendas agropecuaristas em Caicó e Florânia. (1970-90). 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: A reconstituição do desmoronamento das fazendas agropecuaristas dos municípios de Caicó e Florânia, no Seridó potiguar, nas décadas de 1970 a 1990 objetivo dessa pesquisa acontecimento que representou a desestruturação da velha sociedade rural na região, ancorou-se na história vista de baixo. Sua realização contou com os depoimentos dos principais personagens que, nos respectivos municípios estudados, vivenciaram em cinemascópio colorido o dissabor de assistirem ao seu antigo modo de vida sucumbir em turbulências duradouras, causadas pelos desafios vindos de outra dimensão temporal. A modernização exigia a mudança de mentalidade, a rotinização de um outro tempo trabalho; alterações que a tradição resistiu não se propondo a incorporá-las. Seu peso socio-cultural foi maior que a força remodeladora do tempo moderno. Venceu a destruição causada pelo infortúnio da conjugação de fatores perversos como o mercado concorrencial, o talvez fáustico aparecimento do bicudo e os efeitos psicológicos da ideologia sindical fora de contexto. As fontes orais e os jornais foram os principais canteiros de escavações desse trabalho, além de um forte arrimo em fontes diversas e do estudo de uma bibliografia ampla sobre o tema. A composição da narrativa tomou a forma de um texto dividido em uma introdução, onde estão expostos os marcos teóricos metodológicos da empreitada, seus objetivos e os recortes temporal e espacial; seguida de capítulo intitulado registros históricos da formação do Sertão Antigo no Seridó, onde, através de obras clássicas, demarca-se as fronteiras da antiga sociedade rural em formação; na seqüência, há um outro capítulo, denominado a invenção da tradição no Seridó; nele, destaca-se, principalmente, o embate étnico e a miscigenação cultural do branco com o índio e com o negro; um terceiro capítulo grafado de o cortejo da tradição, demonstrando a dinâmica socio-econômica da sociedade sertaneja seridoense; e, por fim, o capítulo que narra o desmoronamento da vida rural dos floranieneses e caicoenses, tema central desta pesquisa. O eixo sobre o qual fluiu o esforço de compreensão e reconstituição do fenômeno aqui estudado foi a relação dialética entre os elementos da resistência da tradição e a força transformadora da modernidade, tomando-se tal acontecimento como confronto de vida e morte entre valores antagônicos e contraditórios. Desse encontro resultou o desmoronamento da velha sociedade rural dos municípios perscrutados, abrindo aos personagens dessa trama um mundo de novas possibilidades e fracassos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7304
Appears in Collections:Teses de Doutorado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo7672_1.pdf4.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.