Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7297
Título: Moradores de Engenho: Estudo sobre as relações de trabalho e condições de vida dos trabalhadores rurais na zona canavieira de Pernambuco, segundo a literatura, a academia e os próprios atores sociais
Autor(es): Paulette Yves Rufino Dabat, Christine
Palavras-chave: Pernambuco; Trabalhadores rurais; Engenho
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Paulette Yves Rufino Dabat, Christine; do Socorro Ferraz Barbosa, Maria. Moradores de Engenho: Estudo sobre as relações de trabalho e condições de vida dos trabalhadores rurais na zona canavieira de Pernambuco, segundo a literatura, a academia e os próprios atores sociais. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Após a escravidão, a mão-de-obra rural empregada nos canaviais de Pernambuco foi maciçamente submetida ao estatuto de morador de engenho. O período da morada foi consolidado, como elemento da memória coletiva da região, por grandes obras literárias que lhe deram um verniz de benevolência patronal. Diversas interpretações historiográficas, particularmente marxistas, atribuíram ao conceito de morada um papel comprobatório na explicação da história do Brasil segundo o evolucionismo cultural. Propõe-se aqui confrontar essas versões do passado recente da região com as lembranças dos próprios moradores de engenho, expondo sua experiência e opinião a respeito
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7297
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - História

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7670_1.pdf6,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.