Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7208
Título: Associação entre condição de vida e filariose linfática em crianças e adolescentes no município de Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil
Autor(es): SILVA, Eduardo Caetano Brandão Ferreira da
Palavras-chave: Filariose linfática; Crianças e adolescentes; Análise espacial; Fatores; Programa de controle
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Caetano Brandão Ferreira da Silva, Eduardo; Amelia Vieira Maciel, Maria. Associação entre condição de vida e filariose linfática em crianças e adolescentes no município de Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: A filariose linfática é uma parasitose que ocorre predominantemente em áreas de baixo nível socioeconômico, onde a estrutura de saneamento ambiental é inadequada e as condições de moradia precárias, favorecendo sua transmissão. Em crianças a dinâmica de transmissão e a patogenia da infecção são eventos que ainda necessitam ser melhor investigados. No mundo, estima-se que aproximadamente 22 milhões de crianças com idade abaixo de 15 anos estejam infectadas pela Wuchereria bancrofti. No Brasil, a Região Metropolitana de Recife PE é a única área considerada endêmica sendo esta o principal alvo do Programa Nacional de Eliminação. O objetivo dessa tese é verificar a associação entre a prevalência de infecção filarial em crianças e adolescentes e os fatores socioambientais no município de Jaboatão dos Guararapes (PE), Brasil. Para isso, foi realizado um estudo ecológico, no qual foram utilizadas variáveis socioambientais obtidas do Censo Demográfico 2000 e de um inquérito hemoscópico utilizado para avaliar a situação da filariose no município. Os indivíduos microfilarêmicos foram georeferrenciados na forma pontual empregando-se o rastreador de navegação GPS (Global Positioning Systems) para identificação dos aglomerados espaciais dos casos. Foi construído o Indicador de Carência Social utilizando a técnica de análise fatorial por componentes principais. Os resultados desse estudo apontaram uma intensa transmissão local, uma vez que, a prevalência identificada entre crianças e adolescentes é similar a observada na população geral no município. Esse achado evidencia a população infantil como uma amostra capaz de possibilitar a identificação de áreas a serem priorizadas pelos Programas de Eliminação e não apenas para o acompanhamento de localidades que estão sob intervenção do tratamento em massa. A análise espacial possibilitou identificar as áreas onde se concentram o maior número de casos, sendo estas prioritárias para implantação e implementação das ações. O Indicador de Carência Social evidenciou a associação entre condições socioambientais precárias e infecção filarial. Diante do exposto, o estudo demonstrou a complexidade do processo de controle da filariose linfática, enfatizando a necessidade de uma abordagem diferenciada, focada não apenas na identificação e tratamento de indivíduos parasitados, mas também preocupada com os fatores socioambientais que são impactantes para a manutenção dessa enfermidade
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7208
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Medicina Tropical

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6498_1.pdf3,53 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.