Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7199
Title: A prática de análise linguística: estratégias de diálogo com os gêneros do discurso no livro didático
Authors: Daniele de Souza Araújo Gulart, Karla
Keywords: Análise Linguística; Gêneros Discursivos; Ensino de Língua Materna
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Daniele de Souza Araújo Gulart, Karla; Marcuschi, Elizabeth. A prática de análise linguística: estratégias de diálogo com os gêneros do discurso no livro didático. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Percebemos que o trabalho sobre a materialidade linguística em sala de aula segue muito lentamente para uma alternativa satisfatória, que ultrapasse o ensino de teoria gramatical e caminhe ao lado das propostas discursivas para leitura e produção do texto. Justamente por tal dificuldade, neste trabalho buscamos entender como a Análise Linguística (AL) pode ser tomada como ferramenta na abordagem de textos sob a perspectiva dos gêneros discursivos, tendo em vista que se trata de um exercício de reflexão sobre usos reais da língua. Defendemos que a prática de AL pode proporcionar ao estudante uma compreensão sobre as escolhas gramaticais e lexicais feitas de acordo com o gênero e os efeitos de sentido decorrentes delas. Para tanto, investigamos em um Livro Didático (LD) de Português para o Ensino Médio algumas estratégias que podem ser adotadas pelo professor para refletir sobre fenômenos da língua levando em conta as especificidades de cada gênero do discurso. Do ponto de vista teórico partimos dos pressupostos da prática da Análise Linguística e da teoria bakhtiniana, de onde tomamos a perspectiva dos gêneros e o método sociológico para análise do enunciado, que sustentaram a análise do corpus. Nossos resultados indicaram que, se a prática de AL ainda engatinha nas salas de aula, sua conexão com os gêneros é ainda mais tímida nas atividades do LD, mas pode ser realizada enfocando diferentes dimensões dos gêneros que se desdobram em manifestações concretas da língua, pois as escolhas linguísticas também fazem parte de uma unidade de sentido. Sabemos que não só os manuais de ensino, mas os próprios professores seguem inseguros sobre a prática da AL, e não cabe ao Livro Didático promover a mudança que se espera no ensino de língua. O que podemos esperar desse material é que favoreça um ensino de viés discursivo, que busque a significação e o uso. Consideramos ainda que a AL é um eixo que merece maior atenção dos pesquisadores, pois ainda guarda o estigma do ensino de gramática, e, no entanto, é um elemento valioso para a formação linguística do estudante
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7199
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1848_1.pdf2.61 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.