Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7195
Title: Biomarcadores moleculares no esôfago de Barrett: análise comparativa da imunoexpressão tecidual do p53, c-erbB-2, E-caderina, COX-2 e KI-67, na esofagite por refluxo, no esôfago de Barrett e no adenocarcinoma associado ao esôfago de Barrett
Authors: Nóbrega de Souza, Gláucio
Keywords: Esôfago de Barrett;Adenocarcinona Esofágico
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Nóbrega de Souza, Gláucio; Tarcísio de Miranda Cordeiro, Fernando. Biomarcadores moleculares no esôfago de Barrett: análise comparativa da imunoexpressão tecidual do p53, c-erbB-2, E-caderina, COX-2 e KI-67, na esofagite por refluxo, no esôfago de Barrett e no adenocarcinoma associado ao esôfago de Barrett. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: O esôfago de Barrett, definido pela metaplasia colunar do esôfago distal, com a presença de células caliciformes, representa importante complicação da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), e caracteriza-se como a principal lesão precursora do adenocarcinoma esofágico. Fatores clínicos e endoscópicos não apresentam a sensibilidade e especificidade necessárias à estratificação de risco para o câncer. Biomarcadores moleculares têm sido utilizados com esse objetivo. Este trabalho incluiu três grupos de pacientes, portadores de esofagite por refluxo (grupo I; N=23), esôfago de Barrett (grupo II; N=30) e adenocarcinoma esofágico associado ao esôfago de Barrett (grupo III; N=11), nos quais foram realizadas, respectivamente, análises comparativas da imunoexpressão tecidual dos seguintes biomarcadores: p53, c-erbB-2, Ecaderina, COX 2 e Ki-67. As imunorreações qualitativas com p53, COX-2 e c-erbB-2 revelaram maior expressão no grupo III, contrastando com a positividade menor e decrescente dos grupos II e I (p<0,001; p=0,002; p<0,001, respectivamente). O escore semiquantitativo final para p53, c-erbB-2, COX-2 e Ki-67 seguiu a mesma tendência da expressão qualitativa, com os maiores índices no grupo III, e os menores no grupo I (p<0,001). A E-caderina apresentou um perfil inverso de imunomarcação, com a maior positividade no grupo I (p<0,001). Em conclusão, constatamos uma tendência monotônica de crescimento na imunoexpressão para os biomarcadores oncogênicos e de atividade mitótica (p53, c-erbB-2, COX 2 e Ki-67) em todos os grupos analisados, com expressão máxima na doença neoplásica. Por outro lado, a preservação organizacional do tecido, revelada pela E-caderina, foi marcante na esofagite por refluxo e no esôfago de Barrett, em contraste com escassa imunorreação no adenocarcinoma esofágico
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7195
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Interna

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8037_1.pdf3.94 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.