Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/718
Título: Mais além da rua do Bom Jesus: a revitalização do bairro do Recife, a população e outros usos do local
Autor(es): Morim De Melo, Júlia
Palavras-chave: Revitalização;cidade;história
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Morim De Melo, Júlia; Salete Barbosa Cavalcanti, Josefa. Mais além da rua do Bom Jesus: a revitalização do bairro do Recife, a população e outros usos do local. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Uma ilha. Nessa ilha, séculos de acontecimentos guardados no subsolo, na arquitetura e na0 memória. Um lugar que detém a história de uma cidade desde o seu princípio e que parece merecer um olhar mais cuidadoso de todos que nessa cidade habitam. Estou falando do Bairro do Recife, também conhecido como Recife Velho ou Recife Antigo, localizado na cidade de mesmo nome, no Estado de Pernambuco. O presente trabalho se propõe a analisar o processo de revitalização do Bairro do Recife, levando em conta o discurso oficial sobre a reforma dos autores do Plano, a Prefeitura da Cidade do Recife, o Governo do Estado de Pernambuco e outros atores sociais envolvidos. Através de documentos, textos e entrevistas com técnicos ligados ao projeto, definirei os fatores que contribuíram para tal reforma. Também, e principalmente, levo em consideração o ponto de vista dos sujeitos atingidos diretamente, moradores e trabalhadores da região, e sua convivência com essas transformações, mergulhando no contexto em que vivem, para melhor compreender suas opiniões e preocupações. Para realizar este trabalho, por observação direta e entrevistas, tentei compreender as vidas, rotinas, maneiras de pensar e relações que esses moradores e trabalhadores mantinham com o espaço, e desta forma, descobrir como cada um reagiu, sentiu, percebeu os impactos da revitalização do Bairro, no seu local de moradia e de trabalho. O trabalho de campo realizado, no período de 2001-2003, me permitiu destacar a existência de três universos representativos da população local, três níveis de vivência do lugar, configurando o grupo dos moradores da Comunidade do Pilar, o grupo dos moradores de pensões e o grupo dos trabalhadores do porto. As opiniões sobre as mudanças no lugar variaram segundo as diferenças individuais na experimentação da vida. Além da separação entre esses três universos que destaquei, as evidências empíricas revelam existir uma separação entre eles e os novos freqüentadores e trabalhadores do espaço em revitalização. Os trabalhadores do porto, por exemplo, sentem essa imposição, posto que seu sindicato está localizado na rua mais valorizada do bairro: a Rua do Bom Jesus. Ao analisar como os moradores do Pilar se referem à comunidade e ao bairro revitalizado, é possível distinguir que realmente eles não fazem parte desse "Recife Antigo", desse Recife voltado para o lazer, desse Recife "colorido, alegre e histórico". Esta dissertação oferece ao leitor a oportunidade de compreender os processos que ocorrem além da Rua do Bom Jesus
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/718
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Antropologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4659_1.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.