Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/714
Title: Expressão diferencial de genes envolvidos na virulência durante a germinação, conidiogenese e patogênese em Metarhizium anisoplae var. anisoplae e Metarhizium anisoplae var. acridum
Authors: Porto Carneiro Leão, Mariele
Keywords: Controle biológico;Fungo entomopatogênico;Genes de patogenicidade;RT-qPCR
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Porto Carneiro Leão, Mariele; Tinti de Oliveira, Neiva. Expressão diferencial de genes envolvidos na virulência durante a germinação, conidiogenese e patogênese em Metarhizium anisoplae var. anisoplae e Metarhizium anisoplae var. acridum. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Metarhizium anisopliae é um patógeno de insetos economicamente importante usado em todo o mundo no controle biológico de insetos-praga. Porém, sua utlização é limitada devido ao tempo de mortalidade ser relativamente alto quando comparado aos inseticidas químicos. A análise das expressões de genes envolvidos na virulência é um passo importante na identificação de métodos para aumentar a sua eficácia. Neste trabalho foi investigado pela técnica de RT-qPCR o nível de expressão relativa do gene cag8 (regulador da sinalização da proteína G) e do nrr1 (regulador da resposta ao nitrogênio) durante a germinação, conidiogenese e em diferentes fases de patogênese de M. anisopliae var. anisopliae e de M. anisopliae var. acridum. A expressão relativa do gene pr1A (codificador da protease subtilisina) foi analisado em M. anisopliae var. anisopliae e em M. anisopliae var. acrdum durante o crescimento em diferentes meios de cultura e durante a patogênese. Em ambas as variedades, o gene cag8 foi reprimido durante a germinação e induzido durante a conidiogenese e patogênese, o gene nrr1 apresentou-se constitutivamente expresso durante a germinação, conidiogenese e patogênese e o gene pr1A foi induzido nos diferentes meios de cultura e induzido e reprimido durante as fases de patogênese. Considerando as diferenças entre as duas variedades, M. anisopliae var. anisopliae apresentou maior expressão em todos os genes analisados durante a patogênese, isso pode justificar o fato dessa linhagem ter apresentado maior potencial para o controle de Diatraea saccharalis no teste de patogenicidade demonstrando que M. anisopliae pode apresentar variações na ativação de genes ligados à virulência para determinados ambientes e hospedeiros
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/714
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6499_1.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.