Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7138
Title: O Poder do Discurso Docente nas Aulas de Línguas
Authors: Conceição Ferreira da Silva, Flávia
Keywords: Discurso docente;Poder;Ensino de línguas
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Conceição Ferreira da Silva, Flávia; Padilha Peixoto Pinto, Abuêndia. O Poder do Discurso Docente nas Aulas de Línguas. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Este trabalho analisa o poder do discurso docente nas aulas de Espanhol como Língua Estrangeira desenvolvidas em Instituições de Ensino Superior. Nossa intenção é apreciar como o poder discursivo do professor atua no processo de ensinoaprendizagem de uma língua estrangeira: se de forma positiva, em que se verifica a participação efetiva das vozes discentes; se de forma negativa, em que se observa a exclusão das vozes dos aprendizes através do poder do discurso docente. Para realizar nossa análise, gravamos oito aulas de Língua Espanhola em uma Universidade Pública do Estado de Pernambuco. Além da realização da gravação, entrevistamos os professores participantes da coleta de dados e verificamos a postura discursiva dos aprendizes, sujeitos dessa pesquisa, através da aplicação de um questionário. Essa pesquisa de caráter qualitativo busca verificar: Se o discurso docente evidencia uma prática pedagógica tradicionalista, em que aparece nas aulas a positividade do poder na concepção foucaultiana (2006), ou uma prática pedagógica colaborativa, em que o Sociointeracionismo se faz presente; os dados e estabelecer um relacionamento entre o poder do discurso docente e a abordagem posta em prática pelo professor; até que ponto a Abordagem Colaborativa, considerada uma perspectiva que promove uma participação efetiva do alunado nas aulas, difere da Abordagem Tradicionalista que revela um discurso docente distanciado do discurso discente. Para seguir com esses objetivos, levamos em consideração as reflexões do filósofo francês Michel Foulcault (2006), que vê o poder como uma ferramenta disciplinar; consideramos, ainda, as reflexões de Vygotsky (2003, 2008), Feuerstein (1975, 1994, 1997), Bronckart (1999) acerca do sociointeracionismo; as de Brait (2005) e de Bakhtin (2004) acerca do dialogismo e a constituição social do sujeito
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7138
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2474_1.pdf2.84 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.