Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7112
Title: Pesquisa do DNA do vírus Epstein-Barr em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico: um estudo caso-controle
Authors: Sales Barbosa de Souza, Veridiana
Keywords: EBV; Lúpus eritematoso sistêmico; PCR
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Sales Barbosa de Souza, Veridiana; Rosângela Cunha Duarte Coêlho, Maria. Pesquisa do DNA do vírus Epstein-Barr em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico: um estudo caso-controle. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O vírus Epstein Barr (EBV) apresenta ampla distribuição mundial, estimando-se que aproximadamente 90% da população está infectada. É agente etiológico da mononucleose infecciosa e está também associado a várias doenças linfoproliferativas. Tem sido relacionado ainda como fator desencadeador de algumas doenças auto-imunes, como o lúpus eritematoso sistêmico (LES), que envolve múltiplos órgãos, com variadas manifestações clínicas. O papel etiológico do EBV no LES ainda é pouco elucidado, mas há evidências de um mimetismo molecular do vírus com os auto-antígenos típicos desta síndrome, que induziria a produção dos auto-anticorpos. Muitos autores demonstraram associação entre EBV e LES através de métodos sorológicos. No entanto, há poucos estudos que pesquisaram o DNA viral, e os resultados são controversos. O objetivo deste estudo foi verificar a associação entre o LES e a infecção pelo EBV, mensurada pela detecção do EBV-DNA no sangue e do anti-EBV IgG no plasma, num estudo caso-controle. Foram recrutados 116 indivíduos atendidos no Ambulatório de Reumatologia do Hospital das Clínicas/UFPE, de dezembro de 2009 a maio de 2010. O grupo de casos foi composto por 59 pacientes com LES, os quais preencheram os critérios estabelecidos pelo Colégio Americano de Reumatologia (1997). O grupo controle foi constituído de 57 indivíduos sem LES e que não apresentavam outras doenças auto-imunes. O protocolo do estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Agamenon Magalhães, e o termo de consentimento livre e esclarecido foi obtido de todos pacientes. Foi realizada PCR in house para detecção do EBV-DNA em células mononucleares do sangue periférico (PBMC), e teste de avidez do anti-EBV IgG. Os dados da pesquisa foram analisados com o programa Epi-Info versão 6.04. O EBV-DNA não foi detectado nas amostras analisadas e o anti-EBV IgG foi reagente em 100% dos casos e controles, com alto índice de avidez, indicando infecção passada pelo vírus. Portanto, neste estudo não foi demonstrada a associação entre a infecção pelo EBV e o LES, tanto por métodos sorológicos como pela PCR
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7112
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1145_1.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.