Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7104
Title: Infecção, in vitro, por Staphylococcus aureus meticilina-sensível e meticilina-resistente: produção de IL-12, IFN-γ e IL-10 por macrófagos/linfócitos de ratos submetidos à desnutrição neonatal
Authors: COSTA, Thacianna Barreto da
Keywords: Staphylococcus aureus; Meticilina; Macrófago alveolar; Linfócitos; Citocinas; Desnutrição
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Barreto da Costa, Thacianna; Maria Machado Barbosa de Castro, Celia. Infecção, in vitro, por Staphylococcus aureus meticilina-sensível e meticilina-resistente: produção de IL-12, IFN-γ e IL-10 por macrófagos/linfócitos de ratos submetidos à desnutrição neonatal. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Staphylococcus aureus resistentes a meticilina constituem um grave problema para a saúde mundial. Alguns fatores relacionados às condições do hospedeiro predispõem às infecções por esses micro-organismos, dentre eles destaca-se a desnutrição. Assim, torna-se importante avaliar repercussões da desnutrição neonatal na resposta imune frente à patógenos com perfis distintos de resistência, como o S. aureus. Para isso foram utilizados ratos machos Wistar amamentados por mães cuja dieta continha 17% de proteína (grupo nutrido) e 8% de proteína (grupo desnutrido). Após desmame, ambos os grupos foram alimentados com dieta normoprotéica até a idade adulta. Os Macrófagos alveolares foram obtidos após traqueostomia, através da coleta do lavado broncoalveolar. Para a obtenção dos linfócitos foi realizado o procedimento cirúrgico de punção cardíaca. Após o isolamento dos diferentes tipos celulares em placas tipo Falcon, procedeu-se com a realização dos estímulos. Sendo especificados quatro sistemas de análise: controle negativo, composto apenas por macrófagos/linfócitos em cultura; controle positivo, semelhante ao anterior, adicionado de lipopolissacarídeo (sorotipo de Escherichia coli; 055:B5, Sigma); e dois sistemas teste, composto por macrófagos/linfócitos estimulados com as cepas de Staphylococcus aureus sensível e resistente a meticilina. A dosagem das citocinas foi realizada pelo método de ELISA, a partir de amostras coletadas do sobrenadante das culturas após de 24 horas de incubação. Os resultados demonstram que modelo de desnutrição neonatal produziu sequela no peso corporal e reduziu a produção de citocinas pró-inflamatórias (IL-12 e IFN-γ), indicando que esse modelo de desnutrição pode comprometer a resolução de um processo infeccioso. A cepa de Staphylococcus aureus resistente a meticilina, estimulou uma maior produção de IFN-γ e IL-10 de macrófagos alveolares sugerindo estimulação imunológica mais intensa por parte dessa cepa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7104
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1144_1.pdf2.26 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.