Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/708
Título: Vieses cognitivos nas decisões de investimentos: uma análise do excesso de confiança, aversão à ambigüidade e efeito disposição sob a perspectiva das finanças comportamentais
Autor(es): de Alcântara Velho Barreto Júnior, Aldemir
Palavras-chave: Finanças Comportamentais;Excesso de Confiança;Aversão à Ambigüidade;Efeito Disposição
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Alcântara Velho Barreto Júnior, Aldemir; Ulises de Montreuil Carmona, Charles. Vieses cognitivos nas decisões de investimentos: uma análise do excesso de confiança, aversão à ambigüidade e efeito disposição sob a perspectiva das finanças comportamentais. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: A partir dos estudos de Kahneman e Tversky (1979) vem ganhando força um novo conjunto de teorias, denominado de Finanças Comportamentais (RITTER, 2003). O presente estudo faz um teste destas teorias, através de uma survey junto a estudantes da Universidade Federal de Pernambuco, com a aplicação de questionários baseados nos de Kahneman e Tversky (1979), e Glaser e Weber (2003), e de uma simulação de investimentos adaptada do software criado por Macedo Jr. (2003). Os resultados não apresentaram evidências da presença do efeito disposição nas simulações, contudo identificou que os participantes que receberam os portfólios montados apresentaram resultados diferentes dos participantes que montaram sozinhos suas carteiras. O efeito reflexo também não foi evidenciado nos participantes. Foram evidenciados os efeitos do excesso de confiança, em que o efeito de ilusão de controle e otimismo exagerado foi mais presente no gênero masculino, além de se evidenciar uma correlação positiva entre o efeito melhor que a média e o volume de operações de compras. Também foi evidenciada a presença da aversão à ambigüidade nos participantes, o que em síntese indica que, frente às decisões de investimentos, a amostra apresentou evidências de comportamentos condizentes com as teorias de Finanças Comportamentais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/708
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1126_1.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.