Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7043
Title: Entre miasmas e micróbios : a instalação de redes de água e esgoto na cidade da Parahyba do Norte(PB) e outras medidas de salubridade 1910/1926
Authors: Charlotte Bezerra Advíncula, Chyara
Keywords: Sensibilidades; Água; Esgoto
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Charlotte Bezerra Advíncula, Chyara; Paulo de Morais Rezende, Antonio. Entre miasmas e micróbios : a instalação de redes de água e esgoto na cidade da Parahyba do Norte(PB) e outras medidas de salubridade 1910/1926. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: No final da primeira década do século XX, a cidade da Parahyba do Norte iniciou seu programa de modernização. Sua população experimentou o uso do bonde puxado a burro e logo depois o bonde elétrico. Conheceu a vida noturna sob as luzes da eletricidade e passou a assistir a filmes no cinematógrafo. Com isso, novos hábitos e costumes foram sendo incorporados ao seu cotidiano. Novas regras de condutas eram necessárias para indiciar que a civilização e o progresso guiavam as novas sensibilidades. Neste mesmo momento, constatouse que os níveis de insalubridade da cidade não correspondiam aos discursos higienistas, muito menos aos da engenharia sanitária. Desse modo, outros equipamentos passaram a ser inseridos no meio urbano com o intuito de fazer a assepsia dos espaços. Nesse sentido, foi implantado o primeiro sistema de abastecimento de água em rede, destinado a facilitar a vida de todos, mas, principalmente, limpar corpos, espaços e objetos como medida eliminadora dos agentes causadores das enfermidades. Mas, o intento não estaria completo se as águas não tivessem um destino certo. Assim, médicos e engenheiros passaram a propalar a necessidade de se fazer o esgotamento sanitário, o qual só foi concretizado na década de 1920. Sob a orientação técnica do engenheiro Saturnino de Brito, a cidade da Parahyba do Norte experimentou os benefícios de uma rede de esgoto. Pronto! Estava concretizado o desejo do governador João Machado: água e esgoto, o carro chefe do saneamento da capital. Para tanto, não poderemos esquecer que outras medidas auxiliaram os administradores nessa busca pela salubridade. Daí vem a criação da Liga Protetora das Árvores destinada ao plantio de mudas que viessem sanear o ar. Procurou-se regras para a coleta e acondicionamento do lixo. Fez-se campanha em favor da vacina contra a varíola e visitou-se residências, mercados, padarias, hotéis, escolas, etc. Tudo em prol da modernização, da salubridade e das novas sensibilidades
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7043
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3269_1.pdf5.32 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.