Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7027
Title: Fatores de risco para transmissão sexual do HIV em mulheres angolanas
Authors: BERNARDO, Bebiana Calisto
Keywords: Fatores de risco;Gestantes;Transmissão sexual;HIV
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Calisto Bernardo, Bebiana; Arraes de Alencar Ximenes, Ricardo. Fatores de risco para transmissão sexual do HIV em mulheres angolanas. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Para estimar a freqüência de fatores de risco para transmissão sexual do HIV em mulheres gestantes na rede pública de saúde em Luanda, e, verificar a associação destes com o HIV/AIDS, foi realizado um estudo caso-controle envolvendo 1092 mulheres ( 273 casos e 819 controles) no período de agosto de 2007 a dezembro de 2009. O presente estudo compõe-se de três artigos: 1. Associação entre fatores demográficos, socioeconômicos e políticos e a transmissão sexual do HIV em mulheres gestantes. Dos fatores Demográficos: idade, local de residência e etnia; Socioeconômicos: ocupação, renda, tipo de moradia, abastecimento de água e energia e a posse de bens domésticos; Políticos: ter vivenciado situações de guerra mostraram associação estatisticamente significante com o HIV. 2. Associação entre fatores culturais e a transmissão sexual do HIV em mulheres gestantes - Ter duas ou mais relações conjugais anteriores, ser vítima de violência psíquica, viver em união poligâmica e tomar a iniciativa para o relacionamento afetivo tiveram maior chance de infecção para o HIV. 3. Associação entre fatores comportamentais e a transmissão sexual do HIV em mulheres gestantes - A sorologia do parceiro, número elevado de parceiros, falta de uso de preservativo e relações sexuais sob efeito do álcool caracterizaram as mulheres enquanto que para os parceiros, a idade, escolaridade, freqüentar barbearia, uso de bebida alcoólica e tempo de relacionamento foram os aspectos comportamentais associados com o HIV. A associação do HIV com a idade sugere prevalência aumentada de infecção a partir de 30 anos e conseqüentemente a sub notificação em mulheres mais jovens, implicando em políticas de saúde da mulher voltadas para esse grupo e incentivo ao teste sorológico voluntário para HIV antes da gestação. A condição socioeconômica não mostrou associação clara com a infecção pelo HIV sugerindo um duplo padrão, evidenciando assim a complexidade da rede de determinantes da infecção. Barreiras culturais podem dificultar maior abertura da sociedade para à saúde sexual e reprodutiva. Os fatores comportamentais sugerem existência de relações assimétricas, falta de adesão ao uso do preservativo e pouco espaço para as mulheres na negociação do sexo seguro
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7027
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3060_1.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.