Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7005
Title: Formulação láctea à base de abóbora suplementada com inulina: efeitos nutricionais e na morfologia intestinal de ratos
Authors: Cristina de Souza Bezerra, Ana
Keywords: Paraparesia Espástica Tropical/ Mielopatia Associada ao HTLV-1; Vírus defectivo; Vírus linfotrópico de células T humanas 1
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cristina de Souza Bezerra, Ana; Rosângela Cunha Duarte Coêlho, Maria. Formulação láctea à base de abóbora suplementada com inulina: efeitos nutricionais e na morfologia intestinal de ratos. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O vírus linfotrópico de células T humanas do tipo 1 (HTLV-1) é um retrovírus humano que está associado à leucemia/linfoma de células T do adulto (LLTA) e a uma síndrome neurológica denominada paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1 (PET/MAH). Fatores como a genética, o sistema imune do hospedeiro, a presença de deleções ou variações em determinadas regiões do genoma do vírus podem influenciar as etapas que levam ao desencadeamento das doenças associadas ao HTLV-1. O vírus pode apresentar-se na forma defectiva, isto é, exibindo deleção em alguma região do seu genoma. Dois subgrupos A e B da seqüência tax do HTLV-1 foram descritos baseados em quatro mutações em regiões específicas desta seqüência. Adicionalmente, foi identificada uma associação entre a presença do subgrupo A com o desenvolvimento de PET/MAH. Os objetivos deste trabalho foram verificar a presença de provírus defectivo pela detecção das seqüências env-tax, tax e 5 LTR do HTLV-1 em pacientes com PET/MAH e portadores do HTLV-1 assintomáticos (PHA), classificar os subgrupos da seqüência tax, quantificar a carga proviral e verificar a associação destes marcadores com a presença da PET/MAH. Participaram do estudo 247 indivíduo, desses, 52 pacientes com PET/MAH atendidos no Serviço de Neurologia do Hospital da Restauração e três grupos de doadores de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (HEMOPE), sendo 72 indívíduos PHA, 100 doadores soronegativos e 23 doadores com sorologia indeterminada para o HTLV-1/2. O período da coleta foi de março de 2008 a outubro de 2009. Todas as amostras foram submetidos ao ELISA, Western Blotting, PCR para a detecção das seqüências env-tax, tax, 5 LTR e a PCR-restriction fragment length polymorfism (PCR-RFLP) para classificação dos subgrupos da seqüência tax. Houve maior freqüência do sexo feminino no grupo PET/MAH, quando comparado ao grupo PHA (p=0,000). A média de idade e da densidade ótica do ELISA para HTLV-1/2 foram superiores no grupo PET/MAH (p=0,000). Para os pacientes com PET/MAH, 04 mostraram ausência para a seqüência 5 LTR. Para os PHA, 11 indivíduos do grupo mostraram ausência para a seguència 5 LTR, três ausência para a seqüência env-tax e sete indivíduos do grupo PHA não possuíam a seqüência tax. Dos 247, 49 pacientes com PET/MAH e 38 PHA apresentaram vírus classificados como subgrupo tax A, exceto dois doadores de sangue que possuíam o subgrupo tax B, embora não tenha sido encontrada a associação dos subgrupos da seqüência tax com a presença de PET/MAH (p=0,108). A quantificação da carga proviral foi realizada em 21 pacientes do grupo PET/MAH e 15 doadores de sangue do grupo PHA, em razão da contagem de linfócitos inferior a 1x106 células/ml nas demais amostras analisadas. A mediana de carga proviral foi estatisticamente mais elevada no grupo PET/MAH (p=0,001). Em conclusão, identificou-se o provírus defectivo em pacientes com PET/MAH e em indivíduos do grupo PHA, demonstrou-se associação entre a presença da seqüência tax e a PET/MAH, mas não houve associação desta síndrome com os subgrupos desta seqüência em nossa casuística e uma maior carga proviral foi detectada em pacientes no grupo PET/MAH
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7005
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3057_1.pdf2.3 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.