Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/699
Título: Produção otimizada do Biossurfactante Rufisan por Candida lipolytica e aplicações biotecnológicas
Autor(es): Diniz Rufino, Raquel
Palavras-chave: Candida lipolytica; Resíduo industrial; Biossurfactante; Atividade antimicrobiana; Atividade anti-adesiva; Óleo de motor; Metais
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Diniz Rufino, Raquel; Maria de Campos Takaki, Galba. Produção otimizada do Biossurfactante Rufisan por Candida lipolytica e aplicações biotecnológicas. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: Os biossurfactantes são obtidos de fontes renováveis, e por serem biodegradáveis e com baixa toxicidade, apresentam potencial de utilização em várias áreas da biotecnologia. Contudo, devido ao alto custo de produção, esses compostos ainda não são amplamente utilizados. Nesse sentido, o lipopeptídeo Rufisan, um biossurfactante aniônico produzido por Candida lipolytica UCP 0988, surge como alternativa aos surfactantes convencionais, apresentando dualidade de ação como agente antimicrobiano e na biorremediação de substâncias hidrofóbicas e metais pesados. Rufisan reduziu a tensão superficial do meio de produção de 50 mN/m para 25,29 mN/m, com rendimento de 8 g/L, após 72 horas de fermentação. O biossurfactante apresentou uma CMC de 0,03%, não apresentando efeito tóxico para sementes de repolho (Brassica oleracea). A maior atividade antimicrobiana foi apresentada para linhagens de Streptococcus, demonstrando também efeito anti-adesivo para bactérias e leveduras. Estudos realizados mostraram que o Rufisan, removeu 37% do óleo de motor contido no solo arenoso através de testes estáticos em colunas. Contudo, o biossurfactante na concentração da CMC apresentou grande eficiência removendo 99,5% do óleo de motor contido em todos os solos testados, na condição de batelada. O lipopeptídeo removeu 96% de Zn e Cu, reduzindo as concentrações de Pb, Cd e Fe. Portanto, o conhecimento do processo de otimização da produção do Rufisan, minimizando o custo de obtenção do biopolímero, associado às propriedades apresentadas, sugerem sua ampla utilização em atendimento às demandas comerciais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/699
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo533_1.pdf1,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.